Priscila Alano
Jaguaruna

Quem administrará o Aeroporto Regional Sul Humberto Bortoluzzi, em Jaguaruna? Nem o diretor de transportes da secretaria estadual de infraestrutura, engenheiro Dilney Cabral Filho, tem a resposta ainda. O assunto integrou a pauta Conselho Político Empresarial para o Desenvolvimento da Região, realizada nesta sexta-feira em Jaguaruna.

O secretário executivo da Amurel, Jorge Leonardo Nesi, arrisca algumas sugestões. Uma delas é passar a administração do aeroporto para a prefeitura de Jaguaruna até que uma licitação seja feita para efetuar a concessão do empreendimento à iniciativa privada. A outra é deixar a responsabilidade para a Infraero ou o governo do estado em um primeiro momento.

Acesso
Na próxima semana as máquinas do consórcio vencedor para executar o acesso ao aeroporto (Setep e Espaço Aberto) iniciam os trabalhos. As desapropriações dos terrenos por onde passará a estrada será paga pelo governo do estado. É previsto um gasto de R$ 500 mil com as indenizações.

“Assim que os contratos forem assinados, vamos pagar os proprietários”, antecipa Dilney. Também está agendado para a próxima semana o lançamento do edital de licitação à aquisição dos equipamentos de implantação dos serviços de navegação e sinalização noturna.

Segundo Dilney, deverão ser investidos aproximadamente R$ 54 milhões para equipar o aeroporto. Deste total, R$ 30 milhões são do governo federal e R$ 23 milhões do estadual.

Expectativa
O diretor de transportes da secretaria estadual de infraestrutura, engenheiro Dilney Cabral Filho, acredita que até o fim deste ano as obras do terminal de passageiros e da estação dos bombeiros estejam concluídas. Segundo ele, o Aeroporto Regional Sul Humberto Bortoluzzi poderá entrar em funcionamento no próximo ano, mesmo sem a conclusão das obras do acesso. Até que a estrada fique pronta, a opção será chegar ao aeroporto via Jaguaruna ou pelo distrito de Morro Grande, em Sangão.

Equipamentos
A licitação para a aquisição dos equipamentos inclui o aparelhamento para rádio transmissão, estação de rádio permissionária para o suporte na área meteorológica e balizamento noturno, que permitirá a operacionalização do aeroporto 24 horas por dia.

Investimentos

Pista (primeira etapa)
Obra: R$ 24.050.974,30
Supervisão: 847.130,75

Terminal de Passageiros
R$ 6.768.518,02

Combate a incêndio
R$ 554.666,88

Acesso rodoviário e estacionamento
Obra: R$ 18.272.998,45
Supervisão: R$ 1 milhão

Sinalização noturna EPTA – A/ NDB/ PAPI/ Balizamento noturno
R$ 1,8 milhão

Fonte: Diretoria de transportes da secretaria estadual de infraestrutura.