O Aeroporto Regional Sul Diomício Freitas, em Jaguaruna, fecha o ano contabilizando aumentos significativos no processamento de passageiros. Em 2018, pelo menos 135 mil pessoas passaram pelo local, um número significativo e que gera expectativa de crescimento, já que o aeródromo está operando com apenas dois voos. Conforme a RDL, empresa responsável pelos serviços, em 2017 foram 146 mil pessoas, no entanto o aeroporto contava com três aeronaves.

Comparando 2017 em relação a 2018, foi registrado aumento na movimentação de aeronaves e passageiros em 41% e 117% respectivamente. Além disso, o aeroporto também foi reconhecido com uma premiação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), no mês de dezembro como destaque em Segurança Operacional.

O evento chamado de “Safety Management Summit SMS – Brasil 2018” ocorreu em Brasília e premiou duas categorias: “ações de inovação” e “ideias inovadoras”. Nesta última, a RDL Aeroportos foi campeã com a “Operação Fortitude”, levando o prêmio para Jaguaruna. “Acredito que a RDL e o Regional Sul concorreu com todos os grandes aeroportos de grande e médio porte do Brasil, inclusive os aeroportos que estão sob o regime de concessão. Mas somente o Aeroporto de Guarulhos (internacional de São Paulo) e Jaguaruna venceram”, explica o gerente geral, Fernando De Castro.