Tubarão

Com a extinção de 15 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) e quatro secretárias de Estado, muitas mudanças deverão ocorrer nos próximos meses no governo de Santa Catarina. A região da Amurel possuía três agências, a primeira em Tubarão, a segunda em Laguna e por fim, a terceira em  Braço do Norte. No entanto, devido as medidas de ajustes fiscal anunciadas na quarta-feira da última semana  pelo governador Eduardo Pinho Moreira (MDB),  as duas últimas foram extintas e  incorporadas a ADR da Cidade Azul.

Com as mudanças, a regional da Cidade Juliana e da Cidade do Vale passarão a contar agora com dois supervisores e quatro integradores cada para comandar os trabalhos a partir desta quinta-feira (1º).  Na gerência de educação, por exemplo, o gerente de Tubarão,  Jaime Ondino Teixeira, administrará as 86 escolas que compõem as três unidades regionais com quase 39 mil alunos matriculados em instituições do Estado.

Os gerentes regionais de educação participaram nesta quarta-feira (28) à tarde de uma web conferência com o secretário da pasta, Eduardo Deschamps. “Ainda não temos a normativa, mas vamos manter uma estrutura em Laguna e também em Braço do Norte. São quase 40 mil alunos e três mil professores. Todos estamos perdidos, mas vamos buscar entendimento nesta quinta e sexta-feira, em Florianópolis”, explica Jaime.

Sobre o ano letivo, o gerente contou que as aulas nas escolas Fernando José Cardoso, em Gravatal; Maria Duarte de Vasconcelos, em Morro Grande, em Sangão e Bernardo Schimitz também em Sangão, foram as únicas da região de Tubarão que iniciaram com atraso de alguns dias. O motivo  do atraso é porque as escolas passaram por reformas. A unidade escolar de Gravatal ainda passa por melhorias e os estudantes utilizarão por um mês o espaço físico da Escola João Teixeira Nunes, em Tubarão. Foi contratada uma empresa de transportes para trazer os estudantes.

Assim como as orientações foram repassadas para os gerentes de educação, também ocorreram para os da área de saúde e os secretários de desenvolvimento regional. Com o intuito de aproximar o Governo do Estado e os moradores de Santa Catarina, foram utilizados os órgãos descentralizadores de administração direta. Antes Secretária de Desenvolvimento Regional (SDR), inauguradas em 2003,pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira, atualmente Agências de Desenvolvimento Regional (ADR),(2015), são responsáveis por motivar a integração e a participação da sociedade para, de forma planejada, implementar e executar políticas públicas no Estado.