Acontecem na manhã desta quinta-feira (14), os primeiros depoimentos da Comissão Parlamentar de Inquéritos da Alesc que apura a compra e o pagamento adiantado de 200 respiradores pelo governo do Estado no valor de R$ 33 milhões.

Devem ser ouvidos hoje Sabrina Duarte, diretora de gestão de licitação de contratos da Secretaria de Estado da Administração; Leandro Adriano de Barros, ex-secretário de Saúde de Biguaçu, advogado e pessoa de confiança do ex-secretário de Estado da Casa Civil Douglas Borba; Mariana Rabelo Petry, advogada em Biguaçu; Mateus Hoffmann, ex-secretário-adjunto da Casa Civil; e o coronel PM João Batista Cordeiro Júnior, chefe da Defesa Civil do Estado.

Na terça-feira (12), houve a primeira reunião da CPI para organizar o cronograma do trabalho da comissão, previsto para ocorrer durante 60 dias. Na reunião foi discutido o pedido de profissionais para a equipe, como delegados e técnicos do TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Assista aos depoimentos agora: