Wagner da Silva
Braço do Norte

O primeiro encontro regional de mobilização da estância Encantos do Sul, promovido ontem em Braço do Norte, foi o ponto de partida à construção de um plano integrado para desenvolvimento conjunto dos municípios abrangidos pela secretaria de desenvolvimento regional do Vale – além de Orleans, Lauro Müller e Gravatal – nas áreas de cultura e turismo.

Para o museólogo e coordenador do encontro, Robson Lunardi, a região dá um importante passo à exploração organizada destes dois segmentos. “Nossa região é referência em turismo, mas precisamos capacitar as pessoas para oferecer melhor estrutura e, assim, poder fazer desta atividade uma verdadeira fonte de renda”, avalia.

Pelo perfil regional, Lunardi aposta em projetos direcionados à preparação das pequenas propriedades rurais, mas espera maior orçamento nas prefeituras à cultura. “Somos ricos nestes dois pontos, mas na maioria das cidades, os setores de turismo e cultura são, quando muito, resumidos a departamentozinhos. As ações são poucas e isoladas”, lamenta o museólogo.

Perfil
Para que os municípios conheçam melhor seu perfil – e o do vizinho -, o museólogo Robson Lunardi elabora um mapeamento regional para identificar os pontos fortes e as potencialidades culturais e turísticas dos dez municípios que pretendem trabalhar o programa Encantos do Sul de forma integrada: Braço do Norte, Armazém, São Martinho, Santa Rosa de Lima, São Ludgero, Rio Fortuna, Gravatal, Grão-Pará, Orleans e Lauro Müller.