Arary, Vivian e Murilo com seus diplomas e a presidenta Myrian Nunes. As cadeiras 27,28, 29 e 30 serão preenchidas somente daqui há dois anos.
Arary, Vivian e Murilo com seus diplomas e a presidenta Myrian Nunes. As cadeiras 27,28, 29 e 30 serão preenchidas somente daqui há dois anos.

Karen Novochadlo
Tubarão

Ontem, três novos membros da Academia de Letras Tubaronense (Acatul) foram empossados. Vivian Mara Silva Garcia, Murilo Tadeu Medeiros e Arary Cardoso Bittencourt assumiram, respectivamente, as cadeiras 24, 25 e 26.

O pediatra Arary Cardoso Bittencourt conta que já era 'assediado' pelos outros membros da academia. A obra Menino de Oficinas, lançada em 2008, teve uma boa repercussão. Para 2011, já prepara a publicação do segundo volume. O seu patrono, José Boiteaux, foi um dos fundadores da Academia Catarinense das Letras.

Para o advogado Murilo Tadeu Medeiros, a indicação foi uma surpresa. O autor de Vígolo: O Caminho de Santa Paulina escolheu o artista plástico Willy Zumblick como patrono. "Ele foi o maior artista brasileiro. Escrevia com os pincéis", filosofa.
A professora da Unisul Vivian Mara Silva Garcia escolheu a escritora Clarice Lispector como patrona. "Sempre me sinto perto de Clarice. Ela habita a alma humana", revela. Vivian é autora de Guerguilel argui matel.

Durante o evento, também foi lançado o livro Os Dez Primeiros Passos, escrito em comemoração aos dez anos da Acatul.
Agora, a academia conta com 26 membros.