Em Florianópolis, as pessoas que estão em situação de rua podem contar com abrigo, banho quente e uma boa refeição. Diariamente, incluindo os finais de semana e feriados, as equipes de abordagem da prefeitura percorrem as ruas, em todas as regiões, orientando sobre os serviços e abrigos, com o objetivo de convencer a população de rua a aceitar auxílio.

Somente neste ano, 270 pessoas já retornaram para suas cidades de origem devido a esse trabalho intenso que a administração municipal realiza desde 2017. Atualmente, dados da Secretaria Municipal de Assistência Social mostram que há nas ruas da capital cerca de 459 pessoas. Um levantamento feito aponta que se essas ações não fossem feitas, esse dado seria de 2 mil pessoas, aproximadamente.

“Temos vagas nos abrigos e refeições para quem, infelizmente, está em situação de rua. Importante ressaltar que enquanto outras prefeituras intensificam as ações de atendimento às pessoas em situação de rua nessa época, aqui em Florianópolis, esse trabalho é realizado durante o ano todo,” explica a Secretária de Assistência Social, Maria Cláudia Goulart.

População também pode ajudar

Quem encontrar alguém nessas condições, pode acionar um dos grupos de abordagem pelo número de telefone (48) 3223.8566, das 8h às 20h, para que os agentes possam ir até o local e orientar sobre os serviços oferecidos pela prefeitura.

Não dar esmolas também é uma forma de evitar que a população de rua permaneça vulnerável e resista aos serviços prestados por profissionais capacitados.

Lista dos abrigos 

Projeto Passarela da Cidadania;

Albergue Noturno Manoel Galdino;

Serviço de Acolhimento para Pessoa em Situação de Rua (Abrigo Centro);

Serviço de Acolhimento para Pessoa em Situação de Rua (Casa de Apoio Capoeiras – Continente);

Casa de Passagem para Pessoa em Situação de Rua (Centro);

Casa de Passagem para Mulheres Vítimas de Violência e em situação de Rua;

Abrigo no Jardim Atlântico.