O Ciaca tem capacidade para atender 20 crianças e adolescentes. A festa de inauguração, ontem, emocionou a todos  -  Foto:Chênia Cenci/SDR-Braço do Norte/Notisul
O Ciaca tem capacidade para atender 20 crianças e adolescentes. A festa de inauguração, ontem, emocionou a todos - Foto:Chênia Cenci/SDR-Braço do Norte/Notisul

 

Braço do Norte
 
Os dez menores abrigados no Consórcio Intermunicipal de Amparo a Crianças e Adolescentes (Ciaca), em Braço do Norte, voltaram ontem para a antiga casa onde moravam.
 
O local foi destruído por um grande incêndio em 2009. Desde então, eles estavam provisoriamente instalados na sede da antiga Associação Anselmo Tramontin (Astra).
 
A festa de reinauguração foi emocionante. Presidente do Ciaca e prefeito de Braço do Norte, Evanísio Uliano reforçou a união em torno da obra. O investimento foi de mais de R$ 500 mil para recuperar o lugar.
 
Emocionada, a secretária de assistência social da prefeitura, Francisca Leonel, a Kinha, valorizou ainda mais a obra e o trabalho desenvolvido no Ciaca. “Agora estas crianças têm um verdadeiro lar”, enalteceu.
 
O consórcio é formado por nove municípios: Orleans, São Ludgero, Braço do Norte, Rio Fortuna, Grão-Pará, Santa Rosa de Lima, São Martinho, Gravatal e Armazém. Cada prefeitura contribui com uma quantia mensal.
 
O espaço funciona 24 horas por dia e assiste aos menores que, por algum motivo, não podem mais conviver com suas famílias e precisam de um lar temporário. Desde dezembro de 2004, quando foi inaugurado, cerca de 250 crianças e adolescentes passaram pelo local.
 
Atualmente, uma equipe de 13 pessoas é responsável por orientar e cuidar dos pequenos. Além deles, a prefeitura de Braço do Norte mantém uma psicóloga e uma pedagoga na entidade.