Rafael Andrade

Gravatal

Um grupo de quatro educadores e 35 alunos do Colégio Teutônia, cidade com o mesmo nome na região central do Rio Grande do Sul, participa, neste sábado (5) e domingo (6), de uma vigem de estudos em Gravatal, principalmente explorando o interior do município.

Segundo Cristiano Nicolini, um dos professores da turma e organizador da saída de campo, doutor em História pela Universidade Federal de Santa Maria (Ufsm) e professor de História e Sociologia no Colégio Teutônia, a unidade de ensino desenvolve viagens de estudos interdisciplinares em cada etapa da Educação básica. Neste ano, a turma da 1ª série do Ensino Médio definiu este roteiro para aprender sobre a biodiversidade do local, bem como questões ligadas à presença indígena e os resultados do impacto da colonização. “Também viemos para conhecer o Projeto do Ecopark. Hospedamo-nos na Pousada Verde Vida, as Termas do Gravatal, e estamos muito contentes com os resultados da viagem até agora ”, resume o docente.

O grupo chegou na manhã de sexta-feira (4) e retorna ao Estado gaúcho no fim do dia deste domingo (6). “A experiência, até então, indica que retornaremos em 2020. A professora Neusa Wallauer e o monitor Jorge, ambos biólogos, conheceram a região e sugeriram este roteiro. A escola prontamente aceitou e os estudantes realizaram atividades para arrecadar fundos ao longo do ano para que tudo se concretizasse. Esta cidade catarinense tem uma energia boa. Os estudantes comentaram que aqui até o tempo tem um ritmo diferente. As pessoas são gentis, a natureza abundante, o ar puro… ‘Tudo nos deixa mais leves’… na fala deles. A região nos deu ainda mais valorização de nosso trabalho. Agradecemos imensamente a hospitalidade dos moradores de Gravatal e de municípios vizinhos”, agrega Cristiano.

Curiosidade:

O nome Teutônia tem sua origem etimológica de euto ou eutônico, adjetivos relativos aos alemães. O município, que fica a 100 quilômetros da capital gaúcha, Porto Alegre (RS), tem cerca de 28 mil habitantes e fica no Vale do Taquari, também conhecido como Vale do Acolhimento.

Há várias opções de roteiros culturais e rurais, como os Caminhos dos Moinhos, Caminhos da Forqueta, Vale Encantado, Rota da Erva-Mate, Rota Germânica, entre outros. O calendário de eventos tem atrações durante todo o ano, festivais folclóricos e festas gastronômicas.

A proximidade com o maior centro emissor do Estado, Porto Alegre e Vale do Rio dos Sinos, faz da região um excelente destino de final de semana, recebendo seus visitantes com gentileza e bons serviços.