Árvore chegou a ser arrancada da raiz à beira de asfalto. Cenário de destruição em Imbituba motivou assinatura do decreto de situação de emergência  -  Foto:Prefeitura de Imbituba/Divulgação/Notisul
Árvore chegou a ser arrancada da raiz à beira de asfalto. Cenário de destruição em Imbituba motivou assinatura do decreto de situação de emergência - Foto:Prefeitura de Imbituba/Divulgação/Notisul

Capivari de Baixo

O início da semana foi de levantamento dos prejuízos em Tubarão, Imbituba e Capivari de Baixo. Já na segunda-feira, um dia depois da tempestade com ventos com rajadas de mais de 200 km/h, as prefeituras de Tubarão, Capivari de Baixo e Imbituba publicaram decreto que situa emergência.

Em Capivari, o atendimento às pessoas que tiveram estragos em suas casas é feito na sede da Defesa Civil, anexo à rodoviária, na avenida Salvador Joaquim, 225, bairro Alvorada, ao lado dos Bombeiros. O atendimento é presencial. As autoridades ressaltam que os pedidos de doação de telhas para restauração das casas serão priorizados de acordo com critérios socioeconômicos da família ou da pessoa, e conforme a gravidade do caso.

O levantamento dos estragos ainda não foi concluído. O prefeito Moacir Rabelo do Silva (sem partido), secretários municipais, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros definiram as estratégias de atuação. Servidores da Secretaria de Obras de Capivari percorrem as ruas para desobstruir locais interditados por árvores caídas. Devido à gravidade das avarias nas escolas e centros de educação infantil, as aulas estão suspensas, ainda sem data para retorno.

Hospital atingido
Em Imbituba, além de escolas e prédios públicos, a prefeitura trabalha para reconstruir parte do Hospital São Camilo, com danos no telhado e janelas. Durante o conserto não será preciso interromper o atendimento.
Foram prejudicados galpões e casas, mais de 20 quedas de árvores, além de muros, placas, vidros e paredes. “As equipes da prefeitura trabalham prioritariamente nas escolas, creches, retirada de árvores e desbloqueio de ruas para que a cidade volte a funcionar normalmente, agora já com água e eletricidade. É importante que estejamos unidos para enfrentar essa adversidade”, resume o prefeito Jaison Cardoso (PSDB). (leia mais nas páginas 2, 3, 4, 5, 15 e 16).