Tubarão

Incentivados pelo projeto institucional de extensão ‘Educação Ambiental Comunitária (Peeac)’, a comunidade São Judas Tadeu, que fica no entorno da Unisul, em Tubarão, aderiu à coleta de óleo saturado. O objetivo do projeto foi dar destinação correta a esse resíduo, evitando assim, o despejo em locais inadequados como, por exemplo, no ralo da pia ou no solo, locais que podem causar danos ao ambiente. Essa ação ocorreu em parceria com a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), por meio do Projeto ‘Verde é Vida’.

O resultado não podia ser mais positivo, além do reconhecimento aos esforços na prática de preservação do meio ambiente, o movimento colaborativo da comunidade, junto com a Unisul, foi premiado ontem pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), na maior feira voltada para agricultura familiar do Brasil, a 18ª Expoagro Afubra, em Rio Pardo, no Rio Grande do Sul.

Por ter coletado e encaminhado para a Afubra a quantia de 3.017 litros de óleo de cozinha saturado recolhidos durante o período compreendido entre 1º de agosto e 27 de novembro de 2017, para sua correta destinação e reciclagem, beneficiando o meio ambiente. O gerente da Afubra Tubarão, Patric Marciano Barp, disse que de todas as filiais da Afubra dos três Estados do sul onde é feita esta parceria, a Unisul foi a entidade que coletou mais óleo. A iniciativa, apoiada pela comunidade que aderiu ao descarte correto, é uma das etapas do projeto de extensão coordenado pela professora da instituição Maricelma Simiano Jung. De acordo com a docente, há outras etapas que englobam como: a horta comunitária, palestras de educação ambiental, o uso popular de plantas medicinais e eventos ligados ao tema que são realizados na própria universidade. “Recentemente, foi feito um levantamento na comunidade para identificar qual a destinação dada aos resíduos sólidos, nosso próximo desafio”, reforça.