Lages

Após dias no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages, a professora Cristina Yamaguchi diagnosticada com a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (sars-cov-2), está curada.A docente ficou em isolamento, quando teve o diagnóstico positivo para a doença.

Feliz em poder voltar para a sua residência nesta segunda-feira (30), a profissional em educação, afirmou que o trabalho dos médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e toda a estrutura da casa de saúde foram essenciais para o seu restabelecimento. Sobre o isolamento social, ela acredita que a medida é necessária para evitar o contágio.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou cerca de 630 mil casos confirmados da COVID-19 em todo o mundo. Pelo menos 30 mil pessoas morreram e mais de 100 mil se recuperaram da doença.

Segundo o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, a ameaça global mais urgente é a falta de equipamentos de proteção individual. Até agora, a OMS forneceu cerca de 2 milhões de itens e equipamentos de proteção a 74 países e prepara a mesma quantidade para mais 60 nações.

As recomendações do Ministério da Saúde são: lavar bem as mãos e pulsos ou usar álcool gel para higienização; evitar contatos físicos desnecessários, cobrir boca e/ou nariz ao tossir e/ou espirrar; não compartilhar alimentos e/ou talheres; higienizar estações de estudo ou trabalho; ao retornar de viagens onde há casos confirmados, com ou sem contato com casos suspeitos, é importante acionar os órgãos municipais de saúde e se afastar de atividades de estudo ou trabalho por, pelo menos, 14 dias.