Imbituba/Laguna

Mais uma toninha é encontrada morta na região. Desta vez foi entre as praias de Itapirubá Norte e a Vila, em Imbituba. O animal foi encaminhado à Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Udesc, onde foi realizada uma necropsia. Em 2020, a equipe da Udesc já registrou cinco toninhas em óbito, e 190 indivíduos desde o início do projeto, em 2015.

Tratava-se de um macho de 20,9 quilogramas e 1,20 metros de cumprimento. Segundo a equipe veterinária, o animal morreu por afogamento e apresentava marcas de rede de pesca evidentes no rostro (bico) e nas nadadeiras. A análise das marcas externas no corpo da toninha sugere um emalhe em rede de corvina. São redes de pesca de fundo com características de malha em monofilamento de 10 centímetros entre nós opostos. O comprimento das redes pode variar de 600 a 3,7 mil metros, e a altura de um a sete metros. Normalmente, a rede é colocada em um dia e retirada no outro, com tempo de imersão próximo a 24 horas.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O projeto é realizado desde Laguna até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato pelo telefone 0800-6423341.