O prefeito Joares Ponticelli assinou nesta quinta-feira (26) o decreto que suspende a cobrança da tarifa da água para a população de baixa renda por um período de 60 dias. A iniciativa, que vale para as faturas com vencimento a partir de 18 de março, é uma medida para contornar as consequências da pandemia da Covid-19 e que foi construída em conjunto pela prefeitura, Câmara de Vereadores, Agência Reguladora de Saneamento de Tubarão e a Tubarão Saneamento.

A suspensão da chamada tarifa social vai beneficiar cerca quase 1.200 pessoas, segundo estimativa da concessionária. Para os demais usuários, os vencimentos e as cobranças das faturas permanecem inalterados.

O decreto prevê ainda o adiamento do reajuste anual da fatura de água, previsto para maio, conforme consta no Contrato de Concessão. A adequação do valor leva em consideração cinco itens, entre eles o preço de produtos químicos usados no tratamento da água e os gastos com energia elétrica.

“Essa medida beneficia as famílias de baixa renda para que essas pessoas tenham tempo de retornar às suas atividades, seus trabalhos, esperamos que isso aconteça no menor espaço de tempo possível, mas com responsabilidade e cuidado na contenção do contágio da doença”, destaca o prefeito Joares Ponticelli.

Para o superintendente geral da Agência Reguladora de Saneamento de Tubarão Felippe Colaço, o decreto apresenta uma solução social bastante positiva. “É uma medida que ajuda muito a nossa comunidade, pois ampara a população de baixa renda em um momento tão delicado como o que enfrentamos agora”, afirma Collaço.