Idealizado pelo Notisul em 2008, o evento gastronômico é um sucesso na região. Hoje é promovido pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), responsável pelo evento desde 2013. 

A quantidade arrecadada será revertida à instituição. Diferente das edições anteriores, agora 14 empresas ou lideranças convidadas (Loja Maçônica União e Progresso, Ford, Weber Empreendimentos, Prolincon, Acit, Prefeitura, CDL, Copagro, FTC, Engie, Unimed, Casa da Dinda, Eraldo Construções e Unisul), ficam responsáveis por uma cozinha e servem até 35 pessoas cada. Os ingressos podem ser adquiridos por meio deles no valor de R$ 100.

A expectativa, como nos anos anteriores, é arrecadar cerca de R$ 45 mil. Uma refeição saborosa com tempero de solidariedade. Os ingredientes são fornecidos pelas entidades parceiras, que também cozinham.

Além de tratamento, a Apae proporciona a inclusão do deficiente na sociedade, contribuindo para uma mudança de visão sobre as diferenças. Em Tubarão desde 25 de julho de 1966, a Escola Especial Ciranda da Esperança, mantida pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), hoje, atende diretamente 450 alunos e mais de mil pessoas de forma indireta.

Acompanhe uma entrevista (abaixo) com a diretora social Edla Zim e a analista de projetos Daniela Réus, que falam sobre o evento e os trabalhos desenvolvidos na Apae.