terça, 12 de dezembro de 2017
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Geral

FIM DA POEIRA: Amurel formaliza solicitação de usina asfáltica ao governo do Estado

Prefeitos participaram de audiência com o secretário da Casa Civil. O objetivo é que os recursos para a implantação da usina venha do Fundam 2

Publicado em 07/12/2017 00h14

FIM DA POEIRA: Amurel formaliza solicitação de usina asfáltica ao  governo do Estado
Comitiva da Amurel apresentou o projeto ao chefe da Casa Civil - Foto: Amurel/divulgação/notisul

TUBARÃO

Para reduzir os custos e ampliar a capacidade de manutenção das estradas, os prefeitos da Amurel buscam a implantação de uma usina de asfalto que atenda a demanda regional. O assunto tem sido discutido há alguns meses. Ontem, uma comitiva formada por prefeitos e representantes da região participou de uma audiência no gabinete do secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, para formalizar a solicitação de apoio ao governo do Estado.

O grupo, comandado pelo presidente da Amurel e prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, expôs ao secretário o quanto é importante para a região a implantação dessa usina, que atenderá os 18 municípios associados. A Amurel já criou o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário, o que facilitará a implantação do empreendimento.

A intenção dos prefeitos é que os recursos necessários para a implantação venham do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) 2, prestes a ser liberado pelo Estado. Ele depende de ajustes finais junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), órgão responsável pela liberação dos recursos. “Não tenho dúvida que por meio de um consórcio, o uso de verbas se torna mais eficiente. O Estado busca isso. Estamos finalizando questões legais do Fundam 2 junto ao BRDE e creio que a usina poderá, sim, ser incluída em uma  das três modalidades que o Fundam 2 terá”, afirma o chefe da Casa Civil.


Economia
Usina reduzirá custos de obras

Segundo especialistas em usinagem de asfalto, a previsão de custo de produção de 65 toneladas de asfalto por hora sairia por cerca de R$ 182,51, sendo que hoje a venda está em torno de R$ 300. O resultado seria de R$ 117,49 de economia por tonelada, com lucro de R$ 7.636,64 por hora e R$ 9.023.232 por ano. Este modelo de asfaltamento é pioneiro no município de pinhalzinho, um dos poucos no Estado que já possui usina de asfalto própria. Lá, é administrada pelo Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Infraestrutura Rodoviária (Cidir). A cidade recebe constantemente comitivas de outros municípios que buscam conhecer o funcionamento da empresa que gera qualidade e economia aos contribuintes da região Oeste.


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Tubalcain Faraco, 21 - Centro - CEP: 88701-150 - Tubarão - SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital