Criciúma

Após o jogo de empate entre Criciúma e Paraná, na tarde de sábado, o técnico Paulo Comelli avaliou alguns lances do jogo, como a confusão entre o artilheiro Zé Carlos e o jogador do Paraná Lúcio Flavio. “Eu não vi muito bem o que aconteceu, estava prestando atenção na jogada. Sei que o Zé Carlos não pode prejudicar ele mesmo, ainda mais se ele quer bater o recorde de gols este ano”, ressalta Comelli. 

 

O empate em 1 a 1 em Curitiba (PR) manteve o Tigre na liderança isolada da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas Goiás e Vitória vêm logo atrás, praticamente colados.
 
O Criciúma volta a jogar amanhã, às 19h30min, contra o Grêmio Barueri, no Estádio Heriberto Hülse. O adversário é o lanterna da competição, mas nem por isso deve ser uma partida fácil, avalia o treinador. “Não tem jogo fácil, ainda mais nesta altura do campeonato. Temos que nos impor para dentro de casa para conquistarmos os três pontos que são fundamentais”, analisa. 
 
Para Comelli, para alcançar o acesso será preciso alcançar entre 68 e 70 pontos. “O primeiro passo é ganharmos o jogo desta terça, levando em consideração que a equipe do Barueri está numa crescente no campeonato”, ressalta. Para o diretor de futebol, Waldeci Rampinelli, as próximas duas partidas são essenciais para quem pensa no título.
 
* Com informações do site www.engeplus.com.br.