Tubarão

Um novo ciclo. Essa é a promessa para a temporada de 2018/2019 do Atlético Tubarão. Para isso, a comissão técnica passa por uma reformulação. O técnico Waguinho Dias e o preparador físico Agenor Junqueira não são mais funcionários do clube. Os profissionais não terão o contrato renovado pela diretoria e deixam a equipe após 51 jogos, incluindo competições estaduais e nacionais.

“Hoje (quinta-feira) pela manhã fizemos uma reunião com o Waguinho Dias e decidimos encerrar este ciclo vitorioso. É um grande profissional, um estudioso do futebol e um amigo pessoal. Não houve uma demissão, e sim o término do contrato sem uma renovação. Vamos em busca de um treinador com ideias parecidas, mas com um olhar diferente, o grupo precisa dessa oxigenação” afirma o presidente do Peixe, Luiz Henrique Martins Ribeiro.

Além do treinador e do preparador físico, os contratos de Magno Alves e Branquinho também terminaram após a participação da Série D e não serão renovados. Os jogadores que permanecem no clube entraram no período de férias desde a última segunda-feira. A reapresentação está marcada para o dia 25 de julho.

Temporada 2017/2018

A temporada teve um saldo positivo para o Tubarão, que começou ainda em 2017. O título da Copa Santa Catarina garantiu uma vaga na Copa do Brasil. No primeiro jogo em competições nacionais na história, o Peixe derrotou o América de Natal por 2 a 0, no estádio Domingos Silveira Gonzalez. Na fase seguinte, um confronto histórico com o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada. Os paranaenses levaram a melhor e venceram por 5 a 4, mas a partida ajudou o Peixe a ser reconhecido em todo o país.

No Campeonato Catarinense, a equipe fez uma campanha memorável. A terceira colocação foi a melhor da história do clube na competição e garantiu o time na a Copa do Brasil de 2019. Em sua primeira participação na Série D, o Tubarão teve o melhor desempenho entre os clubes de Santa Catarina, chegando até as oitavas de final. Destaque também para a torcida tricolor, com média de público superior a dois mil torcedores por partida nas três competições que disputou em 2018.

“Fica uma lição, um aprendizado. Alcançamos nosso objetivo em três das quatro competições que disputamos. Foi nosso primeiro ano na Série D, sabíamos que seria muito difícil. Reconhecemos que podemos melhorar para o próximo ano, já começaremos o planejamento para a Série D de 2019 a partir desse novo ciclo que se inicia com a Copa Santa Catarina, como foi no ano passado também”, analisa Luiz Henrique.

As atividades seguem normalmente nas categorias de base. Nesta sexta-feira, pelo Campeonato Catarinense Sub-20, o Tubarão enfrenta o Criciúma, em Pedras Grandes, às 15h. A equipe do técnico Beto Almeida já está garantida na semifinal da competição. O adversário ainda não está definido. Pelo Catarinense Sub-15 e Sub-17, o próximo compromisso do Peixe é também contra o Criciúma, em Treze de Maio, neste sábado. Ambos estão na quinta colocação em suas categorias.