Porto Alegre (RS)

O Grêmio espera anunciar Ronaldinho Gaúcho hoje e apresentá-lo no dia seguinte. O discurso do empresário do jogador, Roberto Assis, é bem mais comedido. No início da noite de ontem, ele desembarcou no Rio de Janeiro e pontuou que o primeiro compromisso é tratar da rescisão com o Milan para, posteriormente, decidir o futuro do irmão.

“Não tem dia previsto. A primeira situação é resolver com o Milan. Entre hoje (ontem) e amanhã (hoje) se resolve. Tenho que aproveitar que (Adriano) Galliani está no Brasil. Existe respeito muito grande com os clubes interessados e por suas tradições. A gente sabe da dificuldade de uma negociação deste nível, com muitos interesses envolvidos. Vou decidir o futuro nesta semana. Espero que ele possa jogar o quanto antes para fazer o que mais gosta”, declarou  Assis.

Ronaldinho continuava em Florianópolis e deve chegar ao Rio de Janeiro hoje. “Peço que vocês tenham calma porque precisamos manter algumas coisas em sigilo. Não podemos tratar a negociação de maneira leviana – declarou o irmão do astro”, acrescentou.

No Grêmio, a informação é que só falta bater o martelo
A transferência de Ronaldinho para o Grêmio está quase certa, segundo o presidente do clube, Paulo Odone. Ele explicou ontem que ainda espera pela liberação do Milan, mas que a negociação está “liquidada” pelo que foi acertado entre jogador e empresário.

“Dependendo do esforço que já fizemos e estamos fazendo, Ronaldinho fica no Grêmio. Pelo que está dito pelo Ronaldinho e pelo Assis, está tudo liquidado”, explicou Odone.

O dirigente manteve-se comedido, deixando claro que o anúncio só será feito quando o Grêmio contar com a liberação do atleta. “Não posso dizer de jeito nenhum para vocês que já batemos o martelo. Somente com a liberação em mãos poderemos falar”, explicou.

No twitter
O meia-atacante Ronaldinho depende apenas de sua liberação junto ao Milan para ser anunciado como reforço do Grêmio. Ontem, em seu Twitter, o astro afirmou que, se dependesse de sua vontade, já seria jogador do time gaúcho. “Pela minha vontade, já estaria com a camisa do Grêmio”, disse Ronaldinho na página do microblog.

Disputado por Flamengo e Palmeiras, o jogador pode ser anunciado pelo Grêmio hoje.

Mal-estar no elenco do Palmeiras
No primeiro dia de treinos do Palmeiras em 2011, alguns jogadores demonstraram insatisfação com o esforço do clube para contratar Ronaldinho Gaúcho. Afirmaram para cartolas e membros da comissão técnica que a diretoria foi incoerente ao arrumar dinheiro para uma contratação milionária antes de acertar dívidas com os atletas.

Em dezembro, o atacante Kléber, por exemplo, contabilizava dois meses de direitos de imagem atrasados. A situação respinga em Luiz Felipe Scolari. O treinador foi um dos primeiros no Palestra Itália a arregaçar as mangas para tentar repatriar o astro. E já havia atraso nos pagamentos.

Ronaldinho seria pago com dinheiro que entraria no clube só por causa dele. O Palmeiras não está comprometendo na operação verba reservada para pagar salários. Mas quem vai colocar isso na cabeça dos jogadores? Quem vai tirar da cabeça deles que a diretoria poderia ter o mesmo empenho para pagá-los em dia?