Tubarão

“É inacreditável”. Assim o técnico Nelsinho Bavier resumiu a derrota da Unisul por 3 a 2 para o V&M Minas, na noite de sábado, no Salgadão. A Seguridade/Unisul pressionou o jogo todo, mas, com o resultado, não tem mais chance de classificação.
O time da casa começou bem a partida e abriu o placar com Gordo, depois de excelente jogada de Deives. A equipe mineira chegou ao empate com um gol inusitado. Diego Belém chutou fraco, a bola bateu em Jonas e enganou Ivan, quando a Unisul tinha total domínio da partida. A pressão continuou, mas, em um dos raros ataques do time mineiro, Dieguinho desviou a bola depois da cobrança de escanteio e fez 2 a 1.

No segundo tempo, a equipe de Nelsinho partiu para cima e desperdiçou muitas chances. Em um contra-ataque rápido, a bola sobrou livre para Gustavo, que fez 3 a 1. Com 30 minutos de jogo, o V&M Minas já havia cometido a quinta falta, mesmo assim, a bola cismava em não entrar. Ivan, em cobrança de tiro livre, descontou. O goleiro Biachin foi o destaque do jogo com inúmeras defesas. Foram 28 arremates da Seguridade/Unisul só no segundo tempo.

Após o término do jogo, o técnico desabafou. “Foi incrível o número de chances que perdemos. Quem veio ao ginásio viu só um time jogar e outro se defender. Mas parece inacreditável, a bola não quer entrar. Em muitos jogos na liga, vivemos situações semelhantes e, por isso, não conseguimos a classificação. Jogamos muito bem, mas não vencemos e estamos fora da liga”, lamenta Nelsino.