Joinville

Mais uma equipe deixa o voleibol brasileiro. Ontem, a Unisul, principal patrocinadora do time de Joinville, anunciou o fim de seu projeto de vôlei masculino profissional. Em comunicado oficial, a universidade justificou a sua decisão a partir da fuga de outros parceiros.

“A Unisul preferiu silenciar-se diante da decisão da emissora de televisão, exclusiva na retransmissão dos jogos, de omitir o seu nome na identificação da equipe”, afirma o texto divulgado pelo departamento de comunicação da universidade.
“Além disso, de cinco jogos exibidos ao vivo em 2008, apenas um mereceu transmissão simultânea este ano na emissora aberta, o que contribuiu à desistência de patrocinadores, que não renovaram os seus contratos ou que propuseram a redução de valores para a nova temporada”.

Apesar de encerrar o seu projeto de voleibol profissional, a Unisul informou que pretende dar sequência ao projeto social que utiliza a modalidade como pano de fundo em 30 cidades de Santa Catarina. A universidade comunicou ainda que o seu time de futsal, que disputa a liga nacional representando Tubarão, continuará em atividade.

Com o fim do time de Joinville, dois campeões olímpicos ficam temporariamente desempregados: Giovane Gávio, técnico da equipe, e o oposto Anderson.
O levantador Marcelinho, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim, havia sido dispensado pelo clube há duas semanas devido a um problema de relacionamento com o técnico.