Tubaronenses perderam por apenas seis pontos
Tubaronenses perderam por apenas seis pontos

Criciúma

 

A delegação tubaronense que disputou o Campeonato Catarinense de tiro ao prato terminou a segunda etapa da competição com o segundo lugar. A equipe ficou atrás apenas de Criciúma, que sediou o evento. A prova foi realizada no fim de semana, mas o resultado foi confirmado apenas ontem, já que o time de Joinville havia entrado com um recurso, com um pedido de anulação dos pontos do atirador Valdir Abel, da equipe da casa.
 
Os tubaronenses perderam para Criciúma por apenas seis pontos. Os atiradores da Cidade Azul fizeram a pontuação de 782 pontos, contra 788 dos criciumenses.
 
“O nível de pontuação foi muito alto. Tivemos por exemplo um atirador que conseguiu a nota máxima. O nível da competição chegou a um estágio onde não podemos mais errar”, explica o atirador Érico Nunes.
 
O atleta que conseguiu a nota máxima foi o tubaronense Valdir Abel, que acertou os primeiros 100 tiros realizados. Mas, para a infelicidade do grupo da Cidade Azul, ele atua pela equipe de Criciúma.
 
“Após essa terceira etapa, já deu para notar que a briga vai ser boa. São 12 cidades que brigam pela melhor colocação dentro do estadual, pois apenas as oito melhores colocadas poderão sediar as provas do campeonato de 2013”, lembra o presidente do clube de caça e tiro de Tubarão Dilmar Fernandes Junior, o Peco.
 
A quarta etapa do Campeonato Catarinense de tiro ao prato será realizada em Tubarão. As provas ocorrerão no próximo mês.