Priscila Loch
Tubarão

Menos de uma hora e meia depois de desembarcar em Tubarão, lá estava ele, já no batente, no comando de um coletivo no Estádio Anibal Costa. Arnaldo Lira foi apresentado rapidamente aos jogadores e diretoria do Hercílio Luz na tarde desta sexta-feira e logo seguiu para o campo, onde foi recepcionado por alguns torcedores, loucos para ver de perto mais um vez o seu trabalho.

Afinal, o técnico é velho conhecido da cidade, já foi chamado em outras ‘emergências’ para tirar do sufoco times como o Atlético Tubarão, em 2008, que lutava contra o rebaixamento. E também tem fresquinho na memória que já treinou o Leão do Sul em outra oportunidade. “Conheço bem Tubarão. Há quase 15 anos (foi em 1995), defendi o Hercílio, mas hoje está bem melhor a estrutura”, avalia Lira.
Como foi apenas o primeiro treino, o novo comandante ainda não conseguiu diagnosticar as deficiências da equipe.

“Acredito que vou precisar de mais um zagueiro, um atacante que jogue pelos lados, tenha velocidade. Hoje, só temos Fusca com esta característica”, analisa o treinador, que pretende sonha alto quanto ao futuro do Hercílio: “Vou trabalhar para que o time suba (à Divisão Principal do Campeonato Catarinense) e quem sabe até conquiste uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro”, acrescenta.

Neste domingo, o Leão encara o Camboriú, pela Divisão Especial do Campeonato Catarinense. O técnico deve usar o esquema 4-4-2. O jogo será às 15h30min, no Estádio Roberto Santos Garcia, em Camboriú.