Lucca (esquerda) ficará no clube até 2015. Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma E.C./Notisul
Lucca (esquerda) ficará no clube até 2015. Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma E.C./Notisul

Criciúma

O Tigre pode dar neste domingo um passo importante rumo às semifinais do Campeonato Catarinense. O time recebe o Metropolitano, adversário direto na classificação, no Estádio Heriberto Hülse, a partir das 16 horas.
Após perder a liderança para o Joinville, o Criciúma quer garantir uma das vagas para os melhores classificados do índice geral. Neste momento, o Tigre está em quarto, com 27 pontos conquistados nos dois turnos. O Metropolitano está apenas um ponto atrás, e ainda sonha com a vaga.

Para surpreender, fora de casa, o Metrô aposta em soluções pouco ortodoxas. O clube contratou um padre e um pastor, para tentar ajudar os atletas.
No lado do Criciúma, o clima é de otimismo. Ainda mais que um dos principais atletas da equipe renovou o contrato. Depois de várias negociações, o atacante Lucca fica no Tigre até 2015.

Lucca está no Criciúma desde 2009. Ano passado, ele atuou por empréstimo na Chapecoense durante a Série C do Campeonato Brasileiro e voltou para defender o Tigre no Catarinense. “Estamos muito contentes em renovar com uma das maiores revelações do Criciúma nos últimos anos”, comemora o gerente de futebol do Tigre, Rodrigo Pastana.

Situação complicada na Copa do Brasil

O Tigre perdeu o jogo e um tabu para o Atlético-PR pela Copa do Brasil. Foi derrotado por 2 a 1 e viu cair uma marca que durava 24 anos. O time atleticano não vencia os catarinenses desde 1988 no Estádio Heriberto Hülse. Com o resultado, o Furacão obteve vantagem no jogo de ida, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Os dois gols do Atlético foram marcados pelo equatoriano Guérron. Zé Carlos descontou para o Tigre. Na partida de volta, na próxima quinta-feira, o time paranaense joga com a vantagem do empate e até uma derrota pelo placar mínimo. O Criciúma precisará vencer por dois gols de diferença. Se repetir o placar a seu favor, a decisão irá para os pênaltis.