Marcus Vinicius exercerá uma função recém criada no Criciúma  -  Foto:Fernando Ribeiro/Criciúma E.C./Notisul
Marcus Vinicius exercerá uma função recém criada no Criciúma - Foto:Fernando Ribeiro/Criciúma E.C./Notisul

 

Criciúma
 
O Criciúma oficializou, ontem, Marcus Vinicius Beck Lima para exercer a função recém-criada de coordenador de futebol do clube. O profissional, de 36 anos, é natural de Curitiba  (PR) e trabalha há alguns anos no futebol.
 
Marcus Vinicius chega para complementar o departamento de futebol, que conta com o diretor Rubens Angelotti, o gerente Rodrigo Pastana e o supervisor Giuliano Bitencourt. “Serei uma ferramenta. Terei participação direta na transição dos atletas da base para o profissional”, detalha o novo coordenador de futebol do Criciúma.
 
A contratação do Tigre tem formação na psicologia. Na área, Marcus Vinicius tem pós-graduação em psicologia do esporte. Ele iniciou no futebol em 2000, no Paraná Clube, na função de psicólogo. De 2001 a 2003 foi gerente de futebol no mesmo time. Nos anos de 2005 e 2006, o profissional trabalhou como psicólogo no time de futsal do Cascavel. A última experiência dele no futebol foi como gerente do Cascavel, de 2007 a 2011.
 
Com a formação em psicologia, Marcus espera dar um bom suporte para os atletas. “É constante a necessidade de apoio nas derrotas e vitórias. Vamos tentar impor nosso ritmo de trabalho aos poucos”, completa o profissional.
 
Criciúma fora da Copa SC
Como já era esperado, o Criciúma anunciou que o clube não participará da Copa Santa Catarina. A justificativa é a falta de recursos financeiros, para deslocar esforços em uma competição que ocorre simultaneamente com a Série B do Campeonato Brasileiro, grande objetivo do Tigre no ano.
Na Série C, a Chapecoense também desistiu da competição estadual. Avaí, Brusque, Camboriú, Figueirense e Joinville não definiram sua situação. O Atlético de Ibirama quer participar apenas se o campeonato for livre para profissionais, sem limite de atletas acima de 20 anos.
Os demais clubes querem que a Copa tenha um limite de cinco profissionais por equipe. O restante do time seria composto por atletas das categorias de base. Apenas o Marcílio Dias e o Metropolitano confirmaram presença na competição até o momento.
 
Rebaixado, Joceli desabafa
Após ver o Brusque ser rebaixado, o técnico Joceli dos Santos utilizou a sua conta no Facebook para desabafar. O ex-treinador do Hercílio Luz agradeceu o carinho dos torcedores e lembrou da equipe tubaronense.
“Duas coisas marcaram-me muito nas duas últimas competições. Foi não ter levado o Hercílio Luz à Primeira Divisão e, agora, esta tragédia anunciada com o Brusque. Apesar de não ter sido eu que fiz a montagem desse grupo, esse momento é muito doído para um profissional”, escreveu Joceli.