Florianópolis

Mar difícil, revolto, correnteza forte e ondas de quatro a seis pés no primeiro dia do Campeonato Oakley Pro Junior 2010, disputado na praia da Joaquina, em Florianópolis. Estas foram as condições encontradas pelos 37 surfistas nesta terça-feira, que brigam pelo título brasileiro profissional sub-20. O frio em Santa Catarina dificultou a entrada na água, mas formou belas ondas.

O campeão desta temporada será definido ainda esta semana e o paulista Miguel Pupo é o grande favorito para ficar com o caneco desta vez. Ele foi até as semifinais nas duas únicas edições do evento e pretende levantar a taça.

Miguel é um dos 16 surfistas que entram direto na competição sem precisar disputar a triagem. A previsão é do mar continuar com ondas grandes na Joaquina. “Acho que está na hora do título”, avalia Miguel, que faz parte da equipe de Adriano de Souza e Jadson André, as principais estrelas do Brasil na elite mundial do ASP World Tour.

O frio ainda deve aumentar nos próximos dias. As principais estrelas da nova geração do surfe brasileiro arrebentam as manobras até domingo.

A praia da Joaquina já sediou a competição em 2005, quando ainda era um evento especial sem valer título brasileiro. Naquele ano, também deu altas ondas, era móvel, rolou em três praias e acabou em Imbituba, com a vitória do paulista Hizunomê Bettero.