A atleta Ana Luiza, 15 anos, está em campanha desde a semana passada para arrecadar verba e poder disputar o Sul-Americano de Karatê em Guayaquil, no Equador, entre os próximos dias 18 a 24. A adolescente de Tubarão explica que o montante servirá para arcar com as passagens de ida e volta, traslado e alimentação.

Para colaborar com a jovem basta realizar doações por meio de PIX 85197300949 (CPF). Para outras informações basta entrar em contato pelo (48) 99918-3417. Ela é bi campeã Brasileira de Karatê, campeã Brasileira de Karatê Escolar, tri campeã Catarinense de Karatê, tri campeã Copa do Brasil de Karatê IKGA, campeã Olesc, tri Campeã Jetuba. Esta na primeira colocação no Ranking Brasileiro de Karatê, é a primeira no Ranking Catarinense de Karatê. Ana Luiza é atleta da Seleção Brasileira de Karatê, atleta da Seleção Catarinense de Karatê e atleta da equipe Impacto/FME Karatê de Tubarão.

A maioria dos atletas no Brasil  não conseguem apoio financeiro. Seja de patrocínio de alguma federação ou mesmo de marcas, porém acabam escolhendo competir mesmo assim.Muitos passam anos e anos treinando e quando a oportunidade chega, eles não deixam passar. Desta forma, elaboram outros meios de arrecadação, como vaquinhas e rifas.

Karate é uma palavra japonesa que significa “mãos vazias”. Consiste em uma arte marcial japonesa e um método de ataque e defesa pessoal que inclui diversas técnicas executadas com as mãos desarmadas. O método de defesa pessoal foi possivelmente originado na China, mas se desenvolveu e evoluiu no Japão, na província de Okinawa, com base em uma luta já existente na época.

Nas lutas, os caratecas só podem usar as armas de combates naturais, ou seja, o próprio corpo (mãos, braços, pés, pernas, etc.), incluindo os bons reflexos de visão e a inteligência. O nível atingido por cada carateca é classificado através de um sistema de faixas coloridas (classe Kyu), na seguinte ordem: branca, amarela, vermelha, laranja, verde, roxa, marrom. A faixa branca é indicativa de principiante.

A faixa preta é conseguida por quem atingiu todos os conhecimentos da classe Kyu e domina a arte marcial (classe Dan). No Sistema Shotokan são definidos mais 10 níveis exclusivos para serem alcançados pela classe Dan (faixas-pretas).

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotis