O jogo contra o América-MG, disputado neste sábado (11) , no Majestoso, foi visto de duas formas pelo técnico Gilson Kleina. Por um lado, a análise do técnico é de, mais uma vez, ver o Criciúma evoluir no seu desempenho. Porém, trabalho sem resultado não é o suficiente. E é isso que vem preocupando o treinador.

Na coletiva após o empate em 0 a 0 diante do Coelho, o Kleina lamentou a falta de uma vitória do Tigre nesta Série B. “Tivemos uma evolução maior. Conseguimos fazer as nossas jogadas entrarem. Estamos precisando é de uma vitória para tirar esse peso, essa ansiedade e fazer o grupo deslanchar. Não é desculpa, mas em uma equipe em construção isso é necessário”, destacou o técnico.

Contra o América-MG, o Tigre foi, de fato, superior em boa parte da partida. Tomou pressão somente ao fim do jogo, quando sentiu o desgaste da intensidade colocada em campo na partida. “Sabíamos que eles viriam com as linhas baixas. E só tiveram êxito quando nosso time sentiu o cansaço. Daí eles começaram a transitar”, analisou Kleina.

Em três rodadas, o Criciúma fez apenas dois pontos de nove disputados. “Se a gente olhar a tabela, a nossa situação não é boa. Mas temos que manter o crescimento. Fizemos isso contra a Ponte Preta e conseguimos manter nesse jogo, mas não colocamos a bola para dentro”, lembrou.

Passado o jogo deste sábado, as atenções do Tricolor Carvoeiro agora se voltam para enfrentar o Atlético-GO, na próxima sexta-feira, dia 17, em Goiás. “Vai ser um jogo muito corrido lá, tem que ter tranquilidade. Vamos recuperar esses jogadores e ver como vamos montar essa equipe”, completou Kleina.0