Everto Jr. disputa a bola com o atleta adversário  -  William Lampert/Atléltico Tubarão/Divulgação/Notisul
Everto Jr. disputa a bola com o atleta adversário - William Lampert/Atléltico Tubarão/Divulgação/Notisul

Itajaí

Após oito vitórias seguidas, o Atlético Tubarão foi superado na primeira partida da final da Série B. Com o resultado de 3 a 1 para o Almirante Barroso, em jogo disputado ontem, no gramado sintético do Estádio Camilo Mussi, em Itajaí, o Peixe precisa de uma vitória por dois gols de diferença no próximo domingo para conquistar o título.

A melhor campanha da primeira fase permite que a equipe treinada por Marcelo Mabilia seja campeã ao empatar em pontos e em saldo de gols ao final das duas finais. “Temos condições de fazer um bom jogo lá no nosso estádio, em um gramado que mostra a nossa qualidade técnica. Jogando ao lado da torcida, nosso aproveitamento é quase perfeito, o que nos dá total condição de vencermos e conquistarmos o campeonato” assegura Mabilia. 

Na primeira etapa, Safira marcou duas vezes e deixou os donos da casa com boa vantagem. No início do segundo tempo, Douglão ampliou. Em seguida, Everton Jr aproveitou cobrança de escanteio para descontar: 3 a 1. O campeão será decidido no Estádio Domingos Silveira Gonzales. Na Vila, o Peixe jogou sete vezes nesta edição, perdeu uma e venceu seis jogos.

“O mais importante é que temos o torcedor ao nosso lado na hora mais decisiva da competição. Infelizmente o resultado não foi o que buscávamos, mas temos qualidade para chegar à nossa casa e mostrarmos do que somos capazes mais uma vez. Nosso torcedor ajuda muito. Temos a melhor média de público da competição e isso certamente pesará a nosso favor. Precisaremos deles do início ao fim do jogo, apoiando sempre”, avalia Vitor Hugo. O jogo da volta está marcado para domingo, às 16 horas, no Estádio Domingos Silveira Gonzales, em Tubarão.