Gilmar Negro Machado - presidente do clube (E), técnico Marcelo Mabília (C) e Luiz Henrique  -  Foto:C. A. Tubarão/Divulgação/Notisul
Gilmar Negro Machado - presidente do clube (E), técnico Marcelo Mabília (C) e Luiz Henrique - Foto:C. A. Tubarão/Divulgação/Notisul

Tubarão

Acabou a espera. Depois de sete anos, o Atlético Tubarão está de volta à Série A do Campeonato Catarinense. A classificação veio em grande estilo, com uma goleada por 9 a 1 em cima do Porto, no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma. Pocas semanas após o acesso, o presidente do Clube Atlético Tubarão SPE, Luiz Henrique Martins Ribeiro, destaca a expectativa para o próximo ano.

“Nosso planejamento é de longo prazo. Por isso, temos aproximadamente 15 atletas com dois anos de contrato. A comissão técnica toda permanece para 2017. Para o Domingos Silveira Gonzáles estamos estudando a instalação de arquibancadas móveis para a ampliação da sua capacidade. O segredo do nosso planejamento é estar entre os 40 maiores clubes brasileiros até 2025. Em oito anos almejamos estar na Série B do Brasileirão. O acesso à elite do Catarinense foi só o primeiro passo”, elenca.

O dirigente ainda salienta que, para chegar à conquista todos os envolvidos trabalharam muito. “Estamos organizando toda a estrutura do clube, profissionalizando cada área. Temos uma agremiação que não deve nada. Investimos nas categorias de base. Entendemos que um clube forte passa por uma base forte. Já conquistamos quatro títulos desde o ano passado: a Copa Verde Vale Sub-18, os Campeonatos Catarinenses da Série B Sub-15 e Sub-17 e o Estadual Aberto Sub-15, e revelamos muitos jogadores”, complementa.

No próximo domingo, às 16 horas, o Peixe joga em casa a última partida do ano, contra o Almirante Barroso. E o que está em disputa é o título da Segundona do Estadual. Conforme o representante do Tricolor da Vila, o apoio tem das arquibancadas sido total e deverá continuar desta forma. 

“A colaboração não é só da população de Tubarão, mas de toda a Amurel. O torcedor é parte muito importante neste crescimento do clube. Não existe um time forte sem torcida. Contamos com o apoio nesta decisão, e no próximo ano na primeirona. Queremos que o Domingos Silveira Gonzáles siga um caldeirão para a Série A em 2017”, convoca Luiz Henrique.