Thiago Oliveira
Tubarão

Tarde ensolarada, estádio cheio. Ânimo não faltava para que o Atlético Tubarão buscasse a vitória e terminasse a rodada na liderança do returno da Divisão Especial. Só faltou combinar isso com o Camboriú, líder da competição, vindo de seis triunfos consecutivos. O time tubaronense parou na marcação adversária e, sob vaias, perdeu por 2 a 1.

O Peixe começou assustando o adversário em jogada aérea com Vanderlei, logo no primeiro minuto de jogo. Só que a resposta do Camboriú foi rápida. Três minutos depois, Thiago Silva aproveitou a bobeada da marcação tubaronense e abriu o marcador para os visitantes.

O gol sofrido pareceu ter acordado o Atlético Tubarão, que partiu para cima na tentativa de empatar. As melhores chegadas ocorreram pelo lado direito, com Edimar, Tiago Rodrigues e Berg.
Em um desses lances, Berg entrou a dribles na área, até ser derrubado. Vanderlei bateu e empatou o jogo. O time da casa ainda teve a chance de virar no primeiro tempo. Vanderlei encontrou Santos livre dentro da área, mas o lateral isolou o chute.

Na segunda etapa, o Tubarão continuou melhor no jogo, porém, mais uma vez, foi surpreendido pelo adversário. Ruan, que havia acabado de entrar, chutou de fora da área. A bola quicou e o goleiro Rodrigão aceitou: 2 a 1 para o Camboriú.
Precisando do resultado, o Atlético Tubarão foi com tudo para cima. O técnico Fernando Lessa colocou Douglas, Mazinho e Anderson Lobão na busca pelo empate, mas o Peixe parou na boa marcação do Camboriú, que continua na liderança.

“Precisamos buscar o resultado fora de casa”

No fim do jogo, a torcida vaiou o Peixe, que viu a sua primeira derrota na “era Lessa”. Os atletas lamentaram o resultado e lembraram a necessidade de buscar vitórias fora de casa na briga pela classificação.
“Se quisermos nos classificar, vamos ter que encarar cada jogo como uma final e buscar o resultado fora”, afirmou Vanderlei, o autor do gol do Atlético Tubarão ontem.
“A luta foi grande, mas infelizmente não foi o que a gente precisava, que era a vitória”, lamentou o treinador Fernando Lessa. “Perder em casa não é normal e, por causa disso, precisamos buscar o resultado fora de casa”, acrescentou Santos.
O resultado tirou o Peixe do G4. Com sete pontos, o time caiu para quinto na tabela de classificação. O próximo adversário, será o Atlético de Ibirama, quarta-feira, fora de casa.

Leão vence e sobe para 4º

A quarta rodada do returno da Divisão Especial foi perfeita para o Hercílio Luz. Ontem, o Leão do Sul venceu o Porto por 2 a 1, de virada, em União da Vitória, no Paraná, ultrapassou o rival Atlético Tubarão e entrou no G4 – zona de classificação à semifinal do returno.

Mas a vitória do Leão começou com sustos. O Porto abriu o placar aos cinco minutos. Após cruzamento de Tharle, o goleiro Dalton, do Hercílio, saiu mal e o atacante João subiu sozinho para marcar de cabeça: 1 a 0 para os donos da casa.
E o Leão do Sul não demorou a empatar. Aos 17, Wanderson cobrou falta com a canhota e mandou para o fundo da rede. O gol animou o Hercílio Luz, que foi em busca da virada. Aos 20 minutos, Eder Silva recebeu ótimo lançamento na área, passou pelo goleiro e fez 2 a 1 para o time tubaronense.

No segundo tempo, o Leão administrou a vantagem e o Porto tentou a todo custo buscar o empate. Nos acréscimos, o atacante Alan chegou a simular um pênalti para o time da casa e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso.
A vitória deixou o Leão do Sul, na quarta posição, com nove pontos, dois a mais que o Atlético Tubarão. A equipe volta a campo quarta-feira, quando recebe o Juventus, no Anibal Costa, às 20h30min.