Priscila Loch
Tubarão

Por menos de dois minutos, o campeão do Campeonato Citadino de Tubarão não foi decidido nos pênaltis. O gol da vitória do Palmeiras sobre o Colégio Brasil, 1 a 0, veio somente aos 46 minutos do segundo tempo. Logo depois, o árbitro deu o apito final.

O jogo ocorreu ontem à tarde, no Estádio Anibal Costa, antes de Hercílio Luz x Navegantes, pela Divisão Especial do Campeonato Catarinense (leia mais na página 13). O equilíbrio predominou durante toda a partida.

O Colégio Brasil teve dois jogadores expulsos. Aos 28 minutos da primeira etapa, o volante Nadela saiu. E o segundo foi Miguel, em seguida ao gol do Palmeiras. A vitória foi conquistada a partir dos pés de Alex Stüpp, em contra-ataque.

Este ano, a Liga Tubaronense de Futebol homenageou um ícone do rádio tubaronense. O Citadino levou o nome de Taça Walmor Silva. A viúva do radialista, Ambrosina Silva, mostrou muita satisfação ao entregar o troféu aos campeões.

Divisão Especial: Vitória suada garante a liderança isolada
Desde o primeiro minuto, o CFZ Imbituba mostrou um jogo ousado e foi ao ataque em busca do gol. O próximo adversário é o Juventus, fora de casa

Imbituba

Diante de um bom público, a equipe do CFZ Imbituba teve que suar muito para vencer o Videira, por 1 a 0, no Estádio Emília Mendes Rodrigues, o Ninho da Águia, ontem, em Imbituba. Alex Albert, de fora da área, marcou um golaço no canto direito do goleiro Cleverson, aos 26 minutos do segundo tempo. O resultado mantém a equipe na liderança da competição, agora isolada.

Desde o primeiro minuto, o CFZ mostrou um jogo ousado e foi ao ataque em busca do gol. Ao Videira, coube defender-se e sair nos contra-ataques, mas sem sucesso.

Após o gol, os espaços apareceram, mas o CFZ não conseguia fugir muito da forte marcação do adversário, que teve uma grande oportunidade no fim do jogo, com um chute de fora da área. Adilson fez excelente defesa e ela passou por cima do gol. “Foi um jogo muito difícil e estou muito feliz por poder ajudar o grupo. Passamos por mais um adversário muito qualificado e agora é trabalhar para o próximo jogo”, diz o meia Alex Albert, que marcou pela primeira vez com a camisa do CFZ.

Hercílio vence o Navegantes em casa

Priscila Loch
Tubarão

A rapidez com que saiu o primeiro gol empolgou a torcida presente no Estádio Anibal Costa. O Hercílio Luz abriu o placar contra o Navegantes, ontem à noite, logo aos dois minutos de jogo. O goleiro Cristiano fez pênalti em Hudson. Edson Bugrão bateu e marcou.

E a dupla Hudson e Bugrão foi o nome do jogo. Bugrão porque marcou os outros dois gols – o placar foi 3 a 1 para o time de Tubarão – e Hudson porque deu todo o suporte.

O Leão do Sul balançou as redes pela segunda vez aos cinco minutos do segundo tempo. A defesa do Navegantes saiu errado e Marcelo Castelli roubou a bola, cruzou para Hudson, que bateu e o goleiro defendeu. A bola ainda sobrou para Bugrão, que não desperdiçou.
Os visitantes reagiram aos 28, com Pedro, que diminuiu a vantagem do Hercílio, 2 a 1. E o terceiro gol da equipe da casa foi o mais bonito. De cobertura, aos 46 minutos.

No fim do jogo, o técnico do Navegantes desentendeu-se com um de seus jogadores e foi preciso conter os ânimos. No Hercílio, receberam cartão amarelo Eliandro, Willian e Gabriel, que entrou em substituição a Fusca. No time adversário, receberam cartão o goleiro Cristiano, Bruno, Alex, Renan, Leandro e Peter, praticamente todo o setor defensivo.