Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul
Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul

Videira

Embora cada modalidade divirja nas características, os tubaronenses se unem no objetivo de representar o esporte nas Olimpíadas Estudantis de Santa Catarina (Olesc). Em Videira, no Oeste do Estado, desde sexta-feira (13), a delegação de Tubarão ganha espaço e alcança bons resultados para o município.

Depois de anos na tentativa, Leonardo Pereira finalmente chegou ao sonho de colocar a medalha no peito em uma competição da Fesporte. “Fruto de muito trabalho duro e, principalmente, persistência”, completa o atleta que foi vice-campeão nos 400 metros rasos. No sábado foi a vez de Eduardo Loyola. Com concentração, o saltador conseguiu ter a melhor marca do salto em distância, consagrando-se campeão da prova de campo. E as meninas também tiveram vez na disputa do salto com vara. Nicoly Hobold brilhou no ar e alcançou a medalha de bronze.

Já os caratecas conquistaram dez medalhas: cinco de ouro, duas de prata e três de bronze. O resultado deu a equipe o troféu de vice-campeão geral no naipe masculino da modalidade. A técnica Márcia Marcos explica a maturidade e evolução nítida que os tubaronenses tiveram ao longo das lutas. “Ter que ganhar ou perder peso, gera uma angústia muito grande. Com tudo isso, eles conseguem se superar”, comemora. Para ela, além das finais do Kumite, o momento mais marcante foi ver o grupo misto, que agrupa meninos e meninas, sendo campeões do Kata.

Quatro meninas da Cidade Azul não se intimidaram frente às fortes adversárias da ginástica rítmica. Estrearam na competição de alto nível e provaram que a inexperiência nem sempre é fator decisivo nas notas finais. Embora não tenham alcançado nenhuma medalha, a treinadora Nel Orth reforça que o potencial das tubaronenses. “Observamos que temos a condição e qualidade necessária para estar entre as atletas de ponta do estado. Agora, é voltar a treinar, para que ano que vem possamos ter uma participação ainda mais expressiva” explica. 

Nesta segunda-feira (16), o futsal feminino conquistou a classificação para a semifinal da Olesc, estando, agora, entre os quatro melhores times da disputa. Para chegar até os elencos principais, as meninas enfrentaram Lebón Regis pelas quartas de final e, mesmo tendo saído perdendo de 2 x 0, conseguiram se recuperar em tempo, finalizando em 6 x 3. A goleira Vitória Damasseno tem motivos em dobro para festejar, já que hoje completa mais um ano de vida. Dos gols que balançaram as redes neste começo de semana, dois foram da capitã. “Em 2003 nascia a menina que se tornaria uma gigante debaixo das traves. Saudade por estar longe de dela, mas entendo que não viajou quase 10 horas em vão. Sabemos da força de vontade. Estamos aqui na torcida por ela e todo o time”, finaliza a mãe, emocionada.