Neymar será investigado pela Polícia Civil do Rio por ter divulgado fotos íntimas da mulher que o denunciou por estupro. O jogador divulgou a gravação das conversas que teve com a jovem para se defender da acusação. As informações são do jornal Extra.

O crime de “distribuir, publicar ou divulgar fotografia ou vídeo de cena de nudez ou pornografia”  está previsto no Código Penal e pode acarretar de um a cinco anos de prisão. A investigação será conduzida pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

Segundo o UOL, a Polícia Civil foi à Granja Comary na manhã deste domingo (2) para buscar informações sobre a chegada de Neymar na concentração da seleção brasileira, que se prepara para a Copa América. Os policiais foram recebidos pelo chefe de segurança e pelo administrador da Granja.

Foto: Mauro Pimentel/AFP