Itajaí

Foi bem mais sofrido do que a torcida do Metropolitano gostaria. Mas ao fim de 90 minutos tensos, intermináveis, infernais (fora os acréscimos), os blumenauenses puderam soltar o grito de “É campeão!”. Mesmo com a derrota por 2 a 0 para o Marcílio Dias, em Itajaí, o Verdão conquistou o primeiro troféu em seus 16 anos de história: a Série B do Campeonato Catarinense.

Com a vitória por 3 a 0 no jogo de ida, em Blumenau, somente um desastre tiraria a conquista do Metropolitano. E ele quase aconteceu. Após um primeiro tempo em que o placar não se moveu, apesar de chances para ambos os lados, a segunda etapa se transformaria em pesadelo.

Sabiá abriu o placar aos 13 minutos. A partir dali começou uma pressão impressionante sobre o Verdão, que ficou ainda pior a partir dos 26 minutos. Com 2 a 0 no placar, faltava apenas um gol para o Marcílio Dias conquistar o título, porque tinha a vantagem de dois resultados iguais.

A angústia blumenauense só terminou após quatro minutos de acréscimo, com o time de Itajaí inteiro dentro da área do Metropolitano tentando o empate. Aí veio o alívio: além de classificado para a Série A de 2019, agora o Metrô tem uma taça para chamar de sua.

Comemoração em Itajaí

Com o apito final, os torcedores blumenauenses finalmente puderam comemorar. Somente o pedaço verde das arquibancadas vibrou, enquanto o restante do estádio guardou o silêncio.

Dentro de campo, os jogadores se abraçaram e festejaram o desfecho positivo, depois de um início difícil, em que o Metropolitano correu risco de nem se classificar às semifinais. O time se concentrou próximo à bandeira de escanteio, junto à torcida.

“O Metrô tava merecendo um título para seguir a nossa carreira. Graças a deus conseguimos um título para que a torcida pudesse comemorar, eles estavam esperando há muito tempo”, disse o zagueiro Elton.