Maycon Vianna
Tubarão

Um jogo emocionante do começo ao fim. Assim pode ser resumido o que foi a partida entre a Seguridade/Unisul e o time líder da Liga Futsal, Krona/Joinville, com placar de 3 a 5. O jogo começou com muito equilíbrio. Porém, logo com um pouco mais de minuto, o time do norte do estado partiu para cima e fez o primeiro, com o camisa 2, James. Jogando em casa, a Unisul não se intimidou com o resultado adverso e empatou aos sete minutos, com Ariel.

A torcida inflamou-se e o jogo ficou melhor para a Unisul. Mas, em um descuido do setor defensivo, o pivô Vini, camisa 30, virou o placar. Quando faltavam seis minutos para o fim, o camisa 10, o fixo Jonas chamou a responsabilidade para si e empatou após lindo lance no ataque. A bola bateu no sistema defensivo do Joinville e enganou o goleiro Baranha.

No fim da primeira etapa, os ânimos esquentaram, principalmente depois que o camisa 13, Gustavo, fez o terceiro e virou o jogo para o time da Unisul.
O camisa 9 do Joinville, Márcio, deu uma cotovelada no camisa 7 da Unisul, Jeffe, e foi expulso. O time do norte ficou com um jogador a menos e os tubaronenses não souberam aproveitar a oportunidade. Instantes depois, em falta próxima à área adversária, Gustavo, autor do terceiro gol, foi expulso de quadra nos últimos segundos de partida.

Os dois times foram para os vestiários com um homem a menos cada. Na volta do intervalo, o técnico Paulinho Gambier deu uma mexida no time do Krona/Joinville, que, mais motivado, tratou de liquidar a partida com três gols em sequência. O empate ocorreu com o camisa 5, Junai, em lindo lance pelo meio. O quarto gol do Joinville foi marcado pelo camisa 14, Guina, e o pivô Frede, camisa 7, deu números finais ao confronto. A Unisul não conseguiu reagir.

Jogadores e treinador lamentam a derrota

Ao término do jogo de ontem, no Ginásio Salgadão, em Tubarão, onde a Unisul perdeu para o Krona/Joinville, o técnico Nelsinho Bavier lamentou mais uma derrota diante dos torcedores. “Esperávamos um rendimento melhor em quadra depois de ter goleado o bom time da Malwee (sexta-feira). Agora, é intensificar os treinamentos para não vacilarmos novamente”, diz o treinador.

Para o capitão da equipe, o camisa 10 Jonas, o resultado foi ruim, já que o time da Unisul terminou o primeiro tempo em vantagem. “Tínhamos a chance quando ficamos com um a mais em jogo. A equipe deles é muito boa e merece respeito, mas não merecíamos sair do Salgadão na noite de hoje (ontem) com um resultado negativo. Agora, é voltar a trabalhar, corrigir os erros e tentar vencer fora para subir na classificação”, explica Jonas.
O próximo confronto da Seguridade/Unisul será sábado, fora de casa, contra o Intelli/Orlândia.