Tubarão

As chances são remotas, mas existem. Jogadores e comissão técnica da Seguridade/Unisul ainda acreditam na classificação, apesar dos resultados negativos no Paraná e pela campanha realizada até agora. Faltam cinco partidas. Cortiana/UCS e V&M Minas são os dois próximos jogos no Ginásio Salgadão, e Florianópolis Futsal, Álvares e Vasco fora.

Vencer todas passa a ser o maior desafio. E este desafio inicia neste sábado, às 20h15min, contra o Cortiana/UCS. A expectativa é de grande público.
A delegação chegou quinta-feira no fim da tarde em Tubarão. Nesta sexta-feira pela manhã e à tarde, o grupo voltou aos trabalhos visando o difícil confronto contra a equipe gaúcha, décima terceira colocada na Liga.

Para esta partida, Nelsinho não poderá contar com Emerson, que sofreu uma lesão no joelho esquerdo, e com Jonas, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Gordo, lesionado no mesmo joelho que o tirou da última partida, está em tratamento e é dúvida.
Nelsinho trabalhou a marcação e o posicionamento defensivo. “Sabemos da dificuldade e da pouca chance para buscar a classificação, mas existe e vamos lutar até o fim, pensando jogo a jogo, e com os jogadores cientes disso”, afirmou o técnico da Seguridade/Unisul.

Capivari Futsal
A equipe do Capivari Futsal embarca neste sábado pela manhã, às 10 horas, para Lages, onde enfrenta o Inter Lages Futsal/Uniplac com o objetivo de se manter na liderança. A partida será realizada no Ginásio Jones Minosso, às 20h30min.
Os capivarienses realizaram treinos táticos de manhã e à tarde nesta sexta-feira visando voltar para casa com um resultado positivo.

Para o jogo contra o Inter de Lages, o Capivari Futsal conta com a volta de Ricardo, mas perde o experiente Alê, com dores na panturrilha, e Juninho, com uma entorse no tornozelo.
A equipe do Capivari lidera a chave C da divisão especial do Catarinense com uma vitória e um empate. No total, soma quatro pontos.