Marco Antonio Mendes
Tubarão

O confronto de líderes da Chave B da Liga Futsal terminou em um empate de 2 a 2 para Unisul/Seguridade/Penalty e RCG/Banespa, na noite de ontem, no ginásio Salgadão. Com o resultado, os tubaronenses confirmam a classificação para a terceira fase da competição e brigam agora para se manterem em primeiro lugar.

A Unisul soma 17 pontos e o Banespa continua em segundo lugar, com 15. Depois de duas partidas seguidas no Salgadão, a equipe tubaronense viaja para o Rio de Janeiro, onde enfrenta o Poker/Petrópolis/Ikinha sábado, no penúltimo jogo antes das quartas-de-final.

A partida começou equilibrada e terminou em uma grande confusão entre árbitros, jogadores e até comissões técnicas. Algo que até ontem não se imaginava que poderia acontecer nas partidas no Salgadão. Jogadores insultaram-se e os adversários chegaram a derrubar a trave da quadra. O bate-boca só parou com a presença de policiais e por interceptação de outros atletas.

Durante o jogo, o time da casa tomou as iniciativas e teve diversas oportunidades para abrir o placar. Aos dez minutos, Christian fez o primeiro gol da Unisul. Momento em que toda a torcida explodiu em gritos para vibrar apenas o início do confronto.
Ficou em 1 a 0 até os cinco minutos do segundo período, quando, após voltar mais forte do intervalo, Genário, do Banespa deixou o marcador igual.

A equipe de Paulinho Gambier sofreu bastante pressão no período final e não conseguiu evitar a virada dos visitantes, com um gol de Paulinho.
Nos últimos segundos da partida, quando já era praticamente impossível evitar a derrota, Pakito, da Unisul, conseguiu, ao menos, empatar.