Ton sofreu com a forte marcação do Joaçaba.
Ton sofreu com a forte marcação do Joaçaba.

Thiago Oliveira
Tubarão

A noite parecia perfeita para a segunda vitória seguida do Hercílio Luz. O time jogava em casa, com o apoio da torcida, contra o lanterna do returno, que havia perdido os dois jogos disputados. O Joaçaba até tentou estragar a festa do Leão do Sul, mas, com um gol de cabeça de Giba, artilheiro da Divisão Especial, o time de Tubarão venceu e colou no G4 do returno da competição.

Logo no começo do jogo, o Leão sofreu duas baixas. Tiaguinho e Luiz Henrique machucaram-se e foram substituídos por Edimar e Pedro Ayub. O time da casa encurralava o adversário, que se defendia com eficiência. O goleiro Maringá, do Joaçaba, salvou o time pelo menos duas vezes no começo do jogo.
Aos 33 minutos, Ton recebeu cruzamento da esquerda, mas bateu para fora. Pouco depois, Giba teve a chance de abrir o placar, mas parou no goleiro Maringá. No último lance do primeiro tempo, Thomaz, caçado em campo, fez grande jogada, mas chutou para fora.

Na segunda etapa, um lance curioso. O assistente lesionou-se e precisou ser substituído pelo quarto árbitro, Rodnei Gonçalves Nunes.
O Leão continuou pressionando, mas pecava nas finalizações. Por pouco, o Hercílio Luz não levou. Elton quase marcou contra, assustando a torcida. Mas, quando o jogo parecia encaminhar-se para o empate sem gols, Giba, artilheiro da competição, com sete gols, subiu mais alto que a defesa adversária para fazer o gol da vitória.
O gol gerou reclamação por parte dos atletas do Joaçaba, mas de nada adiantou. Foi a segunda vitória seguida do Leão, que só perde para o quarto colocado, 15 de Outubro, nos critérios de desempate.

“Vitória suada”

Giba, autor do gol e artilheiro da Divisão Especial, foi um dos jogadores que mais comemoraram a vitória. Mesmo assim, cobrou a equipe. “Essa vitória nós podemos dizer que foi bastante suada. O time deles complicou um pouco, mas o nosso time deixou bastante a desejar”, reclamou.

“A equipe deles se portou bem atrás e, felizmente, Giba achou um gol que nos garantiu os três pontos, que é o mais importante agora”, afirmou o zagueiro Edimar, que substituiu o lesionado Tiaguinho.
No domingo, o Leão viaja até União da Vitória, no Paraná, para enfrentar o Porto.

Peixe empata em Joinville e segue no G4

Saiu o primeiro empate do returno. Em uma partida de baixo nível técnico, Caxias e Atlético Tubarão empataram em 1 a 1, na noite de ontem, na Arena Joinville, em partida válida pela terceira rodada do returno. Com o resultado, o Peixe manteve a invencibilidade nesta segunda fase, chegando à vice-liderança isolada, com sete pontos, dois atrás do Camboriú.

A primeira oportunidade do jogo foi do Atlético Tubarão, após cruzamento de Edimar, que acabou afastado pela zaga. No rebote, Tiago Rodrigues chutou de fora, mas a bola bateu na defesa e voltou.
Crescendo no confronto, o Peixe partiu para cima e começou a dominar as ações e o meio campo. Aos 17, Anderson Lobão recebeu bola na área, chutou cruzado para escanteio. Três minutos depois, Tiago Rodrigues cobrou falta, obrigando Renato, do Caxias, a fazer uma boa defesa. Aos 25, Dione recebeu pancada e deixou o campo lesionado, dando lugar a Duda. Aos 39, mais uma lesão no Atlético, com a saída de Nei Santos.

Melhor em campo, o Caxias pressionava e, em um avanço de Diego, a bola foi alçada na área e sobrou com Moarcir, que cabeceou para o fundo das redes. Aos 32 minutos, Edimar cobrou escanteio, e André Ricardo cabeceou para igualar o marcador: 1 a 1. O gol empolgou os visitantes, que aproveitaram a falta de preparo do Caxias para tentar o segundo, mas não conseguiu converter em gol.
O Atlético Tubarão reencontra sua torcida no domingo, diante do líder Camboriú, que vem de seis vitórias consecutivas, em um confronto que vale a liderança do returno.

* Com informações do FutebolSC.com.