Giba quer voltar ao Hercílio Luz
Giba quer voltar ao Hercílio Luz

 

Thiago Oliveira
Tubarão
 
A pouco mais de dois meses do início da Divisão Especial do Campeonato Catarinense, o Hercílio Luz segue sem atividades. Enquanto o rival Atlético Tubarão já definiu o número de jogadores que serão contratados, o Leão ficou para trás nos preparativos à competição.
 
A intenção do presidente do Hercílio, Michel Mussi, é cortar custos. Depois de apostar – sem sucesso – em um elenco com uma folha salarial alta, que reflete até hoje nas finanças do clube, o objetivo deste ano e formar um time e comissão técnica com vencimentos mais modestos.
 
“No ano passado pediram o Joceli (treinador). Gastamos muito e não deu resultado. Agora, vamos ter que trabalhar com profissionais mais baratos”, confirma Mussi.
 
Segundo ele, o clube também pretende economizar de outras formas. Uma delas é hospedar os atletas no Estádio Anibal Costa. No ano passado, o técnico Joceli dos Santos exigiu que a diretoria alugasse apartamentos para os jogadores.
 
Sem ideia do time que estará em campo, a torcida pede a volta de nomes que se destacaram em 2011. E os próprios jogadores fazem parte do coro. O volante Luiz Henrique e o atacante Giba deixaram recados na comunidade do clube, na rede social Orkut, e acreditam no retorno.
 
“Quero muito poder voltar, pois tenho uma dívida para com a torcida”, escreveu Giba. “Também acho que temos uma dívida e quero fazer parte do plantel para subir o Hercílio”, reforçou Luiz Henrique.
 
A estreia do Hercílio Luz na Divisão Especial está marcada para o dia 1º de julho, em casa, contra o 15 de Indaial.
 
Peixe venderá ingressos com preços mais baratos para estudantes
O Atlético Tubarão quer ver as arquibancadas do Estádio Domingos Gonzalez cheias na Divisão Especial. Tanto que o clube lançará, no início do próximo mês, uma ação para disponibilizar ingressos a preços reduzidos para estudantes.
Para participar do projeto Torcedor Cidadão, o aluno deverá estar matriculado em qualquer escola da região, e ter menos que 18 anos. A ficha de inscrição será entregue pelo clube nas instituições de ensino. 
Além de entregar a ficha, o aluno precisará pagar uma taxa de R$ 15,00, que será utilizada na confecção da carteirinha. Os participantes do projeto pagarão cerca de R$ 2,00 no ingresso. O valor, segundo o clube, serve para pagar as taxas de seguro contra acidentes pessoais e contribuição previdenciária.