Torcida esteve presente no jogo de ida da semifinal
Torcida esteve presente no jogo de ida da semifinal

Thiago Oliveira
Tubarão

 
A relação do Hercílio Luz com o Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC) está cada vez pior. Depois do arquivamento do caso contra o Camboriú, o clube foi multado em R$ 5 mil por ter vendido bebidas alcoólicas no Estádio Anibal Costa, no jogo de ida da semifinal do returno da Divisão Especial.
 
Na denúncia realizada pelo TJD-SC, de acordo com o relato do capitão da Polícia Militar Rogério Bartolomeu ao árbitro da partida, no estádio foi verificada a venda de bebidas alcoólicas em lata e copos plásticos.
A denúncia foi realizada com base no Estatuto do Torcedor, que proíbe o álcool nos estádios. O caso gera discussões em todo o Brasil, já que existe a intenção de mudar o Estatuto, para permitir a venda de álcool no país, devido à Copa do Mundo ter uma marca de cerveja como patrocinadora. 
 
Segundo o gerente de futebol do Hercílio Luz, Márcio Azevedo, o clube irá recorrer. 
 
Azevedo também lembra sobre o caso Camboriú. Afirma que o advogado do clube, Rodrigo Bauer, está usando todos os recursos possíveis até conseguir uma liminar. O pedido não é que tenha uma nova partida, e sim pela eliminação do Camboriú.
 
Caso o Leão conquistasse o direito de disputar a final do returno, teria que contratar um time completo, já que os contratos dos poucos jogadores que ainda estão em Tubarão chegam ao fim na próxima quinta-feira.