Rafael Andrade
Tubarão

A principal partida do ano para o Leão do Sul, domingo, às 17 horas, em Imbituba, contra o já classificado CFZ Imbituba, será uma angústia para o técnico Osmar Magalhães e para os milhares de torcedores colorados. A partida é válida pela última rodada do quadrangular final do Campeonato Catarinense da Divisão Especial.
Magalhães ainda não definiu o time titular. “Quero avaliar mais algumas jogadas e finalizações para então definir a equipe”, salienta o treinador.

O meiocampista Marcelo Castelli também foi dispensado do plantel de jogadores, ontem, e não faz mais parte da equipe tubaronense. É a sexta ‘baixa’, desde o último jogo contra o Juventus, quando o Hercílio perdeu pelo placar de 1 a 0.
Quatro jogadores foram dispensados até ontem: Carlinhos, Jhony, Diones e Castelli. O atacante Edson Bugrão está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O meia-atacante Ricardo está contundido e voltará aos gramados no fim do ano.

Jogadores da equipe juniores já foram realocados ao plantel profissional do Leão. “Vou me atentar à partida de domingo. Precisamos da vitória. Ainda há possibilidade de classificação. Não é um ‘bicho de sete cabeças’”, avalia Magalhães.
Para obter a classificação à elite do futebol catarinense, o Hercílio precisa vencer o CFZ Imbituba por qualquer resultado e torcer por um empate entre Juventus e Porto ou vitória do Porto por qualquer vantagem em Jaraguá do Sul, também no domingo, às 17 horas.