Foto: Divulgação/Notisul
Foto: Divulgação/Notisul

Balneário Camboriú

A equipe de bocha paralímpica de Tubarão conquistou, neste fim de semana, o terceiro lugar na segunda etapa do Circuito Catarinense da modalidade, disputada em Balneário Camboriú.

A marca foi alcançada pela atleta Priscila de Souza Gonçalves, na Classe BC2, e que tem como treinadora a professora Aline Crescencio. A competição reuniu 12 equipes do Estado. O grupo tubaronense conta com o apoio da Fundação Municipal de Esporte. A terceira etapa será em Jaraguá do Sul, possivelmente em outubro.

A bocha paralímpica é uma modalidade que abre portas para pessoas com grau severo de comprometimento motor e/ou múltiplo, e está em mais de 50 países. Pode ser jogada individualmente, em duplas ou em equipes, ou mista: homens e mulheres competem juntos.

Além de atletas PC, podem participar pessoas com outras deficiências, desde que as mesmas estejam de acordo com as regras estabelecidas. A Bocha Paralímpica é composta por quatro classes: BC1, BC2, BC3 e BC4.