Hipper Freios/Unisul irá decidir a vaga para o mata-mata no Ginásio Salgadão
Hipper Freios/Unisul irá decidir a vaga para o mata-mata no Ginásio Salgadão

Florianópolis

Em um jogo bastante equilibrado, o time da Hipper Freios/Unisul não conseguiu o resultado esperado e perdeu para o Florianópolis Futsal, fora de casa, por 3 a 1, terça-feira. A equipe tubaronense decide a classificação para o mata-mata no futsal catarinense contra o Siderópolis/Unesc, sábado.
 
O jogo começou equilibrado, com as duas equipes em busca do gol e com marcação forte. A partir da metade do primeiro tempo, a partida ficou mais aberta e as chances de gol apareceram com mais frequência para os dois times. Mas o resultado não saiu do 0 a 0.
 
O panorama não mudou no segundo tempo. As duas equipes continuaram no ataque e os goleiros Nilton Júnior e Marcinho estavam bem em quadra. O jogo ficou aberto e o Florianópolis abriu o placar com Henrique, aos 11 minutos. O empate da Hipper freios/Unisul ocorreu com o goleiro Nilton Júnior, aos 13 minutos. Antonio marcou duas vezes e decidiu para o Florianópolis Futsal.
 
“Nosso time perdeu algumas chances e o Florianópolis aproveitou no final. Agora temos que vencer o Siderópolis para conseguir a vaga”, declarou o goleiro Nilton Júnior, destaque do jogo.
A Hipper Freios/Unisul enfrenta na última rodada do returno, neste sábado, às 20h30min, no Salgadão, o Siderópolis/Unesc.
 
Acesc/Capivari perde em casa para o Joinville
Se no fim de semana a Acesc/Capivari Futsal venceu com um gol no final do jogo, desta vez viu o feitiço virar contra o feiticeiro. O time do técnico Vandré empatava em 2 a 2, quando Leco, a seis segundos do fim, marcou o gol da vitória do Krona/Joinville/Dal Ponte.
 
As duas equipes fizeram um jogo movimentado no Ginásio Juan Manuel dos Santos, em Capivari de Baixo, terça-feira. Silon abriu o placar para o Joinville, mas Juninho empatou para os donos da casa.
Já na segunda etapa, no embalo da torcida, o Capivari tentou impor um ritmo ainda mais intenso. Com o elenco jovem, a equipe insistiu nas jogadas aceleradas.
 
Seguro na defesa, o Joinville passou a atacar com mais cautela. Em uma das investidas ofensivas, Julio aproveitou cobrança de falta ensaiada e colocou os visitantes novamente em vantagem: 2 a 1. Mas um minuto depois, Bruno empatou para o Capivari. Quando tudo se encaminhava para a igualdade no placar, Gessé ganhou a dividida no ataque e rolou para Leco. O ala da Krona driblou o marcador e tocou na saída do goleiro, a seis segundos do fim, garantindo a vitória dos visitantes.