Marco Antonio Mendes
Tubarão

O Hercílio Luz não pretende mais firmar parceria com outros clubes e empresas de futebol. Em uma reunião da diretoria do time, foi decidido que, a partir de agora, o Leão do Sul caminhará sozinho para montar o seu próprio elenco de jogadores e comissão técnica.
A decisão foi tomada logo que o Joinville anunciou que o seu time representará o Juventus, de Jaraguá do Sul. Na negociação, o clube do norte participaria do Campeonato Catarinense da Divisão Especial cedendo toda a equipe de jogadores e técnicos ao Hercílio. Seria uma forma de manter os atletas em atividade até o início da Copa Santa Catarina, em outubro.

A condição vale para a equipe de Jaraguá do Sul, que coincidentemente será o primeiro adversário dos tubaronenses.
“Acredito que houve influência para que essa parceria fosse firmada com o Juventus. Talvez a diretoria tenha escolhido eles para que a torcida pudesse acompanhar e ficar mais perto da equipe de jogadores”, sugere o empresário Nasareno Silva, quem fazia as negociações.

Uma outra parceria, desta vez com uma empresa de São Paulo, continua em andamento. Mas o presidente do clube, Édio Braz Ricardo, adianta que não tem mais como aguardar. “Até agora, ninguém se manifestou. Não podemos mais esperar. Estamos em contato com alguns técnicos para formar o nosso time, temos que andar com os nossos próprios pés”, enfatizou.

Nasareno, por sua vez, não continuará à frente da direção de futebol do Hercílio. “A situação dele dentro do clube fica difícil. Infelizmente, de todas as propostas que ele nos apresentou, nenhuma delas, por enquanto, deu certo”, disse Édio, que ainda se reunirá com os dirigentes para decidir definitivamente o rumo do empresário.