Torcida compareceu em peso aos jogos do Hercílio Luz.
Torcida compareceu em peso aos jogos do Hercílio Luz.

Thiago Oliveira
Tubarão

O time pode não ter conseguido o acesso à elite dentro do campo, mas a torcida fez a sua parte para ajudar. Segundo os boletins financeiros da Federação Catarinense de Futebol (FCF), o Hercílio Luz foi o clube com a maior arrecadação entre todas as equipes da Divisão Especial de 2011.

A soma de todas as partidas, até a semifinal do returno, mostra que o Leão do Sul recebeu 10.081 torcedores, três vezes mais do que o Atlético de Ibirama, o segundo colocado, com 3.053 pagantes no seu estádio.
A média de torcedores do Hercílio Luz foi de 840,08 pessoas por partida. Dos 12 jogos que teve como mandante, apenas um foi fora de Tubarão: o primeiro do campeonato, contra o 15 de Outubro, realizado em Imbituba.
O melhor público significou a melhor renda para o Hercílio Luz. O time arrecadou R$ 131.846,00 nas 12 partidas que teve como mandante.

E o Leão também ficou com o “prêmio” de maior público em um único jogo da Divisão Especial: a final do turno, contra o Atlético de Ibirama. Na ocasião, 2,259 pagantes compareceram ao Estádio Anibal Costa.
O Atlético Tubarão ficou com o terceiro melhor público e renda. O Peixe somou 2.862 torcedores nos seus jogos, e arrecadou R$ 33.207,00.

Ibirama empata com Camboriú e leva o returno

Após ficar com o título do turno da Divisão Especial, depois da polêmica final com o Hercílio Luz, o Atlético de Ibirama empatou com o Camboriú, na manhã de ontem, e também sagrou-se campeão do returno da competição. O empate, por 1 a 1, deu o título ao time de Ibirama após a vitória em casa, por 2 a 0, no jogo de ida, realizado na quarta-feira da última semana.
O Hercílio Luz aguarda amanhã pelo julgamento do Camboriú, denunciado pelo time tubaronense por supostamente ter escalado o zagueiro Neris de forma irregular. Caso o time do Vale do Itajaí seja punido, a final do returno será realizada novamente, desta vez entre o Leão do Sul e o Atlético de Ibirama.