Rafael Andrade
Tubarão

Uma reunião ontem à noite, no Estádio Anibal Torres Costa, em Tubarão, foi decisiva para Clovis Damaceno deixar a diretoria de futebol do Hercílio Luz. O motivo da decisão tomada pelo dirigente: a mudança de planejamento nos trabalhos dos times profissional, juvenil e juniores.

“Fechamos uma nova parceria com empresários da Itália, de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Eles se interessaram pela boa infraestrutura do clube e sugeriram uma reforma nos alojamentos e estádio. Em troca, poderíamos trabalhar em parceria na ida de jogadores para Itália”, esclarece o presidente do clube, Vamerson Wiggers.
Vamerson ainda explica que a descendência italiana dos garotos de Tubarão e região foi o carro-chefe para que fosse fechada esta parceria. Não satisfeito, Clovis não concordou com a mudança de planejamento e pediu desligamento do clube.

“Não posso aceitar uma mudança a 75 dias da Divisão Especial do Campeonato Catarinense. Não há tempo hábil para uma mudança drástica”, avalia Clovis. Seis jogadores já estão no Anibal Costa e podem deixar o clube antes mesmo de estrearem, pois serão reavaliados pela diretoria e pelos novos investidores (parceiros).

Vamerson deixa claro que todos os demais nove membros da diretoria aceitaram esta nova fase do clube. “Além disso, os 30 conselheiros do Leão também aprovaram a ideia”, completa Vamerson.
Clovis revela que não deixará o futebol, pelo contrário. “Vou tocar a minha experiência em futebol em outro lugar”, finaliza o ex-dirigente colorado.