Em conquista inédita, técnico Beto Campos. leva o título estadual para o interior após 17 anos. Jogo foi tumultuado do começo ao fim. Novo Hambuego está em festa!

Caxias do Sul (RS)

Dono da melhor campanha do Gauchão 2017, a equipe do Vale do Sinos, o Novo Hamburgo segurou o Inter e conquistou o inédito título estadual ao superar os colorados nos pênaltis por 3 x 1. No tempo normal, os dois times empataram em 1 x 1 no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, ontem.

O cronômetro não havia chegado a um minuto e o Novo Hamburgo já deu mostras de que exploraria o fato de Danilo Fernandes não estar 100% na partida. Ainda que os dois lances estivessem em impedimento, o Anilado envolvera a defesa colorada nas chegadas. O Inter foi entrar no jogo só aos 5, quando D’Alessandro obrigou Matheus a sair do gol para segurar firme o cruzamento. Três minutos depois, D’Alessandro cobrou falta e só não correu para o abraço, porque Matheus voou para espalmar.

Mas o Novo Hamburgo não ficaria apenas assistindo. Aos 11, respondeu também em cobrança de falta. Jardel mandou cruzado e a bola foi passando por todo mundo até sair pela linha de fundo rente à trave direita de Danilo Fernandes. Jogando no sacrifício, Danilo quase comprometeu a defesa aos 17 ao caçar borboletas em cruzamento na área. Em seguida, porém, não teve o que fazer em novo levantamento, o qual Ernando se atrapalhou e cabeceou no contrapé do camisa 1, abrindo o placar no Centenário.

O gol sofrido aos 21 desconsertou o Inter, cuja melhor tentativa de reação ocorreu somente aos 29, quando Nico e Brenner acertaram uma tabela dentro da área, mas o lance foi invalidado por impedimento.

O Inter voltou outro para o segundo tempo. Ernando deu lugar a Carlos, recuando Uendel para a lateral. A alteração deixou o time colorado bastante ofensivo e obrigando o Novo Hamburgo a recuar. O abafa deu certo. Em escanteio aos 3, D’Alessandro levantou na entrada da pequena área e uma confusão se armou. A bola se ofereceu para Rodrigo Dourado, que, num chute firme, venceu Matheus e deixou tudo igual no placar.

Como o empate não garantia o almejado hepta, o Inter seguiu forte, mas não foi o melhor e perdeu nos pênaltis.