Thiago Oliveira
Tubarão*

Para Ariel, da Unisul, raça nunca é demais! O jogador de 22 anos, estudante de educação física, é um dos destaques da equipe na Liga Futsal.
Com muito talento no pé esquerdo, e uma raça de dar inveja, o ala Willian Ariel Koch conquistou a admiração de toda a torcida de Tubarão e tornou-se um dos líderes da Unisul/Seguridade/Penalty dentro de quadra.

O jogador nasceu em Agrolândia, cidade na região do Alto Vale do Itajaí, e desde cedo demonstrou grande habilidade no futsal.
Quando era criança, Ariel ia aos jogos com o seu pai e, nos intervalos, entrava na quadra para brincar com a bola. Isso chamou a atenção do treinador da cidade, que viu futuro no menino de apenas 6 anos. Além de jogar em Agrolândia, Ariel passou por Rio do Sul, Joaçaba, Jaraguá do Sul, onde jogou por três anos na Malwee, e Chapecó antes de chegar na Unisul, em 2007.

Na ocasião, o então treinador do time tubaronense, Flávio Cavalcante, que já havia trabalhado com Ariel, tinha uma filosofia de trabalhar com jogadores jovens. E, aliado ao projeto da universidade, fez com que ele escolhesse jogar em Tubarão. Foi em seu primeiro ano de Unisul que ele disputou o seu jogo mais marcante.

”Foi contra a Malwee, no ano passado. Nós vencemos por 3 a 2 com apenas seis jogadores adultos. O restante era do juniores. E foi um jogo muito especial, já que eu enfrentei uma ex-equipe, e ainda consegui fazer um gol”, lembra.
Para Ariel, o gol marcado contra o time de Jaraguá do Sul foi inesquecível, junto com os dois marcados este ano contra a Ulbra/Suzano.

*Especial para o Notisul