Tubarão/Caçador

O jejum foi encerrado. Foram necessários seis jogos, um gol no último segundo, uma decisão por pênaltis, outra prorrogação. E muita festa. Quarenta e dois anos depois, o futsal de Tubarão volta ao lugar mais alto do pódio dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc).

A conquista foi confirmada com uma vitória sobre Jaraguá do Sul, em jogo realizado no ginásio do Sesi, em Caçador. Os 4 a 3 também interromperam 25 anos sem títulos em modalidades coletivas nos Jasc.

Em quadra, o clima era de rivalidade, já que as duas equipes já haviam se enfrentado na primeira fase. Na ocasião, Jaraguá venceu por 6 a 4, mas Tubarão garantiu o primeiro lugar ao marcar um gol olímpico faltando 0,8 segundo para o fim do jogo.

A revanche prometia ser eletrizante. E foi. Tubarão abriu o placar aos 11 minutos do primeiro tempo com Pakito, mas Jaraguá empatou aos 16, com Yuri e virou na segunda etapa com Fernando.

A equipe da Cidade Azul não se entregou e buscou o empate com Serginho, após jogada individual. Tubarão ainda teve a chance de buscar a vitória com dois tiros livres no último minuto, mas um parou na trave e outro nas mãos do goleiro.

Na prorrogação, Pakito fez o terceiro dos tubaronenses, após grande jogada de Thiago. Mas Oitomeia empatou pouco depois, colocando fogo no jogo. 

O clima era de apreensão, já que o título tinha escapado em 2015 e 2017. Mas a equipe de Tubarão não desistiu. Em contra-ataque rápido, Sid chutou cruzado e marcou o quarto. Depois foi segurar a pressão do adversário e comemorar o título. 

“Estávamos buscando esse título há três anos e finalmente ele veio. Hoje meu filho ligou pedindo pra eu voltar pra casa. Estou voltando com a medalha de ouro pra ele”, revelou Pakito, autor de dois gols, e que dedicou a conquista ao filho Pedro Antônio, de três anos.

Ex-atleta do time tubaronense, Thiago Raupp, o Gordo, comemora agora um título como treinador da equipe. 

“É uma conquista muito importante para Tubarão. Chegar a duas finais seguidas e conquistar esse título vem para coroar um trabalho que não começou comigo, já vem há muitos anos aqui em Tubarão com o futsal. É a certeza que estamos no caminho certo. Tubarão e todos os tubaronenses estão de parabéns”, afirmou.

Peça importante na conquista, ao ala Hugo destacou a superação do grupo para erguer o troféu. 

“É um título importantíssimo para a história do futsal de Tubarão. Foi conquistado com muito suor. Muita superação, muita luta. Foi a tônica desse campeonato. E é a cara desse grupo, que se supera a cada dia, que está conquistando bons resultados. Essa foi uma confirmação desse esforço diário que é feito não só pelos atletas, mas por toda a comissão técnica, diretoria, todas as pessoas envolvidas. A gente sabe o quão trabalhoso é fazer tudo isso acontecer. Nesse final de ano, que se Deus quiser, vamos trazer mais uma alegria para a cidade de Tubarão que merece, está nos apoiando e caminhando junto”, completa.